Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK

Zuckerberg: limpe o WhatsApp!

Ao CEO do Facebook Mark Zuckerbeg, CEO do WhatsApp Chris Daniels e órgãos reguladores governamentais:

Os exemplos são inúmeros de que o WhatsApp se tornou uma arma de destruição em massa de democracias. Exigimos que o Facebook instale imediatamente uma proteção contra desinformação para todos os usuários do WhatsApp e, se necessário, torne a criptografia opcional para que os usuários possam optar por auxiliar os esforços de monitoramento da desinformação. Todas as contas falsas e fradulentas devem ser apagadas e as fake news precisam ser corrigidas em tempo hábil.

Preencha o seu email:
Por favor acione o Javascript para uma performance melhor desta página
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

Assinaturas recentes

É aterrorizante: o recém-eleito presidente do Brasil quer destruir a Amazônia, ameaçou matar 30 mil "esquerdistas" e elogiou ditaduras. E, a pouco tempo atrás, quase ninguém queria votar nele. Como isso pôde acontecer?!

O WhatsApp, aplicativo de mensagens do Facebook.

O dono dessa ferramenta, Mark Zuckerberg, não fez nada enquanto empresas ricas gastavam ilegalmente milhões para inundar a plataforma de mensagens com fake news e discurso de ódio -- até que o país confiasse mais em um fascista obscuro do que em qualquer outra pessoa.

Zuckerberg poderia ter impedido tudo isso no ínício e informado os usuários. Mas não o fez. Agora, precisamos usar esse momento para expor o Facebook e fazer com que eles assumam a responsabilidade pelas fake news e pela propagação do ódio nas suas plataformas. Precisamos acabar com isso antes que mais políticos como o futuro presidente do Brasil tomem controle das nossas democracias.
Postado: 1 novembro 2018