Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Aos Órgãos de Defesa do Consumidor e ao Poder Judiciário.: JUSTIÇA CONTRA UMA MARCA E SUA REVENDERORA QUE DESCUMPREM A LEI BRASILEIRA

Aos Órgãos de Defesa do Consumidor e ao Poder Judiciário.: JUSTIÇA CONTRA UMA MARCA E SUA REVENDERORA QUE DESCUMPREM A LEI BRASILEIRA

132 assinaram. Vamos chegar a   250
132 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por Luiz Carlos R. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Luiz Carlos R.
começou essa petição para
Aos Órgãos de Defesa do Consumidor e ao Poder Judiciário.
ESTA PETIÇÃO É IMPORTANTE PARA QUE A MARCA PATROCINADORA DA SELEÇÃO BRASILEIRA QUE DIZ PREZAR PELA HONESTIDADE E SERIEDADE, NÃO COMETA MAIS ATOS ATENTATÓRIOS AO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR, EVITANDO ASSIM, QUE NOVOS CONSUMIDORES SEJAM LESADOS COMO NÓS!
No final de janeiro de 2013 comprei um veículo 0KM, VW Novo Voyage Trend 1.6 Prata completo pagando este carro À VISTA! Só peguei o carro no dia 05 de fevereiro devido aos trâmites normais de compra. Logo na primeira semana o carro apresentou uma pane elétrica, o carro tinham exatos 21km, isso mesmo 21km. Todo original, nem mesmo CD Player eu tinha colocado. De lá para cá o carro parou diversas vezes comigo e minha família na rua. Acionei o reboque do meu seguro algumas vezes e em 13 oportunidades acionei o reboque da própria VW Service. O carro ficou dias inteiros e até semana inteira em teste. Sempre que saia dava a mesma pane.
Porém, nas semanas em que o carro esteve lá, além de não me fornecerem carro reserva, tampouco taxi para até mesmo retornar para casa ou trabalho, as vezes sozinho as vezes com minha família (tenho uma filha de apenas 1 ano e 8 meses), além de a minha filha em 2 oportunidades ter sido obrigada a andar na boléia do caminhão reboque porque a VW Service não disponibilizou táxi, ainda bateram no meu parachoque dentro da oficina, arranharam as duas portas do lado direito e a maçaneta da porta do motorista. Depois de arranharem também o teto colocando sem cuidado nenhum um prisma (o número que colocam em cima do carro) foi descoberto pelo gerente Luís Carlos Correa e sua equipe que o teto tinha defeito de pintura de fábrica.
Mas o pior ainda estava por vir. Desde 10/06/2013, ou seja, MAIS DE UM MÊS, o meu carro encontra-se em poder da concessionária Abolição Veículos. Agora quero da empresa outro carro igual ao meu, nem melhor, nem pior para que eu possa desfrutar com minha família do meu “carro novo” que tem apenas 702 km rodados e a metade pelo menos em função da empresa que comprei o carro. Quando fui conversar com um dos gerentes de nome Eduardo Machado recebi a seguinte proposta: me dá seu carro mais R$ 11.000,00 (onze mil reais) de volta em outro carro rigorosamente igual ao seu! Que absurdo! Os defeitos e prejuízos foram TODOS CAUSADOS PELA VOLKS WAGEN DO BRASIL COM RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA COM A ABOLIÇÃO VEÍCULOS. Portanto, o CDC (Código de Defesa do Consumidor) me ampara legalmente! Como não aceitei o referido gerente me fez uma proposta mais indecente ainda, que eu escolhesse no pátio da empresa um outro Novo Voyage da mesma cor que ele trocaria todas as peças que eu escolhesse, exceto teto, vidros e motor que são numerados. Ora, além de não resolver meu problema, meu carro continuaria um Frank Stain o comprador daquele carro também seria lesado! Imagina o que não fazem com os consumidores que não estão vendo o que estão comprando!
Além de tudo isso, fui FURTADO DENTRO DA CONCESSIONÁRIA ABOLIÇÃO VEÍCULOS, retiraram acessórios que eu paguei para colocar no carro. Tenho uma numeração de ocorrência da PM e um RO (Registro de Ocorrência) da 76 DP (Centro-Niterói). Os gerentes Luís Carlos Correa e Eduardo Machado admitiram o furto, os técnicos Anderson e Neto também e o eletricista Jorginho.
Para concluir, TENHO INÚMERAS PROVAS DE TODO OCORRIDO.
QUEM PUDER AJUDAR A DIVULGAR ESSA NOTÍCIA, SEJA COMPARTILHANDO, SEJA DIVULGANDO, SEJA PEDINDO AOS AMIGOS PARA TAMBÉM DIVULGAREM, FICAREI IMENSAMENTE AGRADECIDO. CONTO COM A AJUDA DE TODOS VOCÊS. OBRIGADO! LEMBRANDO QUE MEU CARRO AINDA ESTÁ NA CONCESSIONÁRIA ABOLIÇÃO VEÍCULOS, OU SEJA, HÁ 13 MESES!