Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Ministério Público Federal: Investigação dos atos do senhor Laércio participante do BBB16.

Ministério Público Federal: Investigação dos atos do senhor Laércio participante do BBB16.

13,266 assinaram. Vamos chegar a   20,000
13,266 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por Imprensa F. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Imprensa F.
começou essa petição para
Ministério Público Federal
Nós, da Imprensa Feminista, tomamos conhecimento da existência de perfil no Facebook (do tatuador Laércio, um dos atuais participantes do BBB - eliminado nessa terça-feira dia 02/02/2016) com publicações que até o dia 01/02/2016 estavam no modo público e continham fotos de jovens meninas seminuas. Em uma dessas publicações existia a foto de uma menina com traços orientais , de biquíni e short curto. Em tal publicação um amigo comentou: “Seu pedófilo”, e o próprio Laércio respondeu, aos risos: “Pedófilo não, efebófilo”.

A ciência sobre tais fatos foi dada através de jornais de grande circulação.

Link para visualização das matérias:

http://bit.ly/1RZk9TA

http://bit.ly/1PSn7ta

Após suas saída do reality show BBB 16 da emissora Rede Globo, do Grupo Globo. Laércio admitiu em um jornal de grande circulação que se relaciona com adolescentes.

Link:

http://bit.ly/1SX6RXZ

Portanto, com base no art. 2 da Resolução n. 13 , de 02 de outubro de 2006 que regulamenta o art. 8 da Lei Complementar 75/93 e o art. 26 da Lei 8.625/93, disciplinando , no âmbito do Ministério Público, a instauração e tramitação do procedimento investigatório criminal, e dá outras providências, é a presente manifestação para requerer que o Ministério Público Federal, na condição de instituição responsável pela fiscalização das leis, promova a ação penal cabível ou requisite a instauração de inquérito policial com relação as declarações do próprio Laércio na rede social supra citada. Aguardamos os encaminhamentos de praxe. Atenciosamente.

IMPRENSA FEMINISTA