Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
PETROBRAS, JORNAL O GLOBO E REVISTA VEJA: NÃO CHAMEM UM HOMEM HONESTO DE CORRUPTO

PETROBRAS, JORNAL O GLOBO E REVISTA VEJA: NÃO CHAMEM UM HOMEM HONESTO DE CORRUPTO

386 assinaram. Vamos chegar a   500
386 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por oseias c. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
oseias c.
começou essa petição para
PETROBRAS, JORNAL O GLOBO, REVISTA VEJA, ANISTIA INTERNACIONAL, OAB,
Para que sejam identificados no Brasil os verdadeiros corruptos e que não se lance lama em cima de pessoas corretas. Queremos o DIREITO DE RESPOSTA para os que CHAMAM ou INDUZEM DE FORMA MALDOSA ou CRIMINOSA alguém honesto de CORRUPTO, mesmo quando não há qualquer acusação ou processo contra esta pessoa. Para que a PETROBRAS  e setores da mídia descompromissados com apurações profundas e ávidos para publicar coisas que maculam a imagem alheia, talvez porque isso lhe renda receitas financeiras, assumam seus ERROS e venham a público esclarecer as ABERRAÇÕES que cometeram contra uma pessoa que não responde a qualquer processo e foi diretor do maior grupo empresarial do Brasil sem se envolver em escândalo.

A liberdade de imprensa deve sempre ser preservada no Brasil, no entanto, quando se acusa uma pessoa, é preciso dar a ela o direito de resposta. E é exatamente esse direito, negado pelo Jornal O Globo e a Revista Veja, e outros órgãos que repercutiram essa desastrada aberração do jornalismo tupiniquim ao ex-diretor Financeiro e Administrativo da TRANSPETRO, Rubens Teixeira, que exigimos desses meios de comunicação que dizem ter compromisso com a informação imparcial.

EXIGIMOS também que o PRESIDENTE da PETROBRAS com seu DIRETOR DE CONFORMIDADE venham a público dizer acerca de todas as desconfianças que tem sobre a pessoa do ex-diretor financeiro e administrativo da Transpetro Rubens Teixeira que teria ensejado "bandeira vermelha" em seu nome, conforme publicou o JORNAL O GLOBO em 19 de maio de 2015, na matéria "Auditor da Petrobras fez lista de suspeitos: de 35 nomes, petroleira identificou 'bandeiras vermelhas' em oito por risco de envolvimento em desvios", e na REVISTA VEJA, sob o título "Em áudio, diretor da Petrobras lista 35 funcionários 'não confiáveis': auditoria detectou que esses servidores mantinham contato frequente com pessoas investigadas na Operação Lava Jato".

ASSINEM ESTA PETIÇÃO para pressionar a PETROBRAS e a essas mídias para que expliquem em público o que afirmaram ou publicaram sem ouvir a pessoa citada.  

LEIAM e DIVULGUEM o artigo do juiz federal, professor e escritor William Douglas, posicionando-se como cidadão, acerca da obscura atitude de membros da Petrobras que fizeram afirmações acerca da reputação de Rubens Teixeira:  "NÃO CHAMEM UM HOMEM HONESTO DE CORRUPTO: uma lição para quem faz assassinato de deputações": https://www.facebook.com/PaginaWilliamDouglas/posts/888112707910700