Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Pelo fim do político profissional

Pelo fim do político profissional

14,710 assinaram. Vamos chegar a   1,000,000
14,710 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por LUIZ FLÁVIO G. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
LUIZ FLÁVIO G.
começou essa petição para
Para o Congresso Nacional.

Meus amigos: Nosso Movimento de Iniciativa Popular - fimdopoliticoprofissional.com.br - entende que devemos promover uma profunda Reforma Política no país para impedir que o político faça da política sua eterna profissão. Desejamos que o político seja um bom e honrado servidor público, mas que não se perpetue nos cargos eletivos, criando raízes com o nepotismo, patrimonialismo, fisiologismo, clientelismo e a corrupção. Que a política não seja um processo viciante, que se degenera com o tempo, em razão dos seus abomináveis vícios.

Norberto Bobbio dizia que “o pessimismo é um dever cívico”. Sem uma profunda Reforma Política não há como não ser pessimista (realista) em relação ao nosso futuro. A corrupção na política aqui virou esgoto a céu aberto, porque as empresas que financiam os políticos (empreiteiras, construtoras, bancos etc.) não fazem “doações”, sim, “investimentos”.

A não reeleição dos políticos, neste momento, constituiria um freio contundente ao agravamento do quadro de degeneração, vulgaridade e imoralidade, que marca incontáveis carreiras políticas decrepitas e desprezíveis. Pensamos que a assepsia na política tem que começar (a) pelo fim da reeleição para todos os cargos públicos eletivos, (b) pela proibição de que seus parentes sejam seus sucessores imediatos e (c) pela possibilidade do “recall”, que permite destituir o político do cargo eletivo, antes do final do mandato, quando se trata de um desonesto ou incompetente.

O momento não é mais só o de criticar (como faz a mídia, corretamente, com frequência), sim, também de agir. Todo organismo sadio tem que se livrar das suas partes necrosadas. Toda sociedade próspera tem que censurar, limitar e isolar suas partes daninhas. Nenhuma nação tem prosperidade enquanto governada por pessoas despreparadas e degeneradas, que querem se perpetuar no poder apenas para manter suas mordomias e privilégios.

Temos que nos mobilizar para proibir a reeleição e permitir o “recall”. Isso significa participar da vida pública do nosso país de forma responsável e, ao mesmo tempo, não ser um idiotés que, para os velhos gregos, era quem não tomava parte na vida da cidade (da polis). Não podemos nos omitir, sob pena de não sairmos nunca do atoleiro degenerado, desencantado e desesperançado em que nos encontramos. A hora é agora! Participe e assine nossa petição nesta página. Avante!

Luiz Flávio Gomes.