Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Pela reintegração imediata da servidora Hellen Cristina, ao IFPI São Raimundo Nonato

Pela reintegração imediata da servidora Hellen Cristina, ao IFPI São Raimundo Nonato

1,683 assinaram. Vamos chegar a   2,000
1,683 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por Jessica R. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Jessica R.
começou essa petição para
Paulo Henrique Gomes de Lima, reitor do Instituto Federal do Piauí (IFPI)
O Sindicato dos Técnicos-Administrativos do Instituto Federal do Piauí (SINTAE-IFPI) vem a público manifestar repúdio às ações abusivas praticadas por direções dos campi do IFPI, que estão transformando processos administrativos disciplinares (PAD’s) em instrumentos de perseguição política de servidores e servidoras. Por esse motivo, fazemos também um chamado à reitoria da instituição para que se posicione e faça valer o direto dos trabalhadores e das trabalhadoras de liberdade de opinião e  garantia de seus empregos de maneira digna.

Reivindicamos que a gestão do IFPI reavalie sua decisão de demitir a servidora Hellen Cristina de Oliveira Alves, psicóloga do campus São Raimundo e dirigente do SINTAE-IFPI. O processo administrativo por meio do qual teve seu desligamento definido, ao nosso ver, foi claramente um instrumento de perseguição política.

Em uma conjuntura de ataques aos direitos trabalhistas, por parte do governo federal, o que se espera,em nível estadual, é que a gestão do IFPI dê uma resposta que mostre seu compromisso com a justiça social, com a gestão democrática e com a defesa intransigente de uma educação pública, gratuita e  de qualidade.  

O único crime cometido pela servidora Hellen foi exatamente o de defender uma gestão democrática do campus de São Raimundo Nonato. Sua pena: o silenciamento pela demissão.

Nesse sentido, nós chamamos a responsabilidade nesse momento para a Reitoria do Instituto Federal do Piauí reverter a demissão da servidora Hellen Cristina de Oliveira Alves e intervir de forma propositiva na resolução desta situação dentro do IFPI.

#lutarnãoécrime
#reintegraçãojá
#pelofimdasperseguições
#gestãodemocrática