Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Esta petição foi encerrada
Prefeitura de Petrópolis Mantenha a continuidade do projeto de educação em tempo Integral da E.M. Leonardo Boff

Prefeitura de Petrópolis Mantenha a continuidade do projeto de educação em tempo Integral da E.M. Leonardo Boff

Esta petição foi encerrada
304 assinaram. Vamos chegar a   500
304 Apoiadores

Luana F.
começou essa petição para
Prefeitura de Petrópolis, Secretária de Educação de Petrópolis
Histórico

 Uma Escola construída pelo povo


A Escola Municipal Leonardo Boff, localizada na periferia de Petrópolis, região serrana do Estado do Rio de Janeiro, surgiu de uma prática das Comunidades Eclesiais de Base (Ceb), com influência das Conferências do Episcopado Latino Americano de Medellín e Puebla, da Filosofia e Teologia latino-americana de libertação; muito presente nas últimas décadas do século XX.
O primeiro nome oficial foi Escola Municipal Centro Comunitário do Contorno, com o decreto municipal 0361 de 03 de fevereiro de 1986. Após uma reconstrução e com a participação da mão de obra da comunidade no Programa Reformando Pra Valer, o nome foi alterado para Escola Municipal Leonardo Boff, em 30 de abril de 2002.
A escola, construída pela solidariedade entre os próprios moradores da região (mutirões em finais de semana), envolveu crianças, jovens, mulheres e idosos, que não só trabalhavam, mas que também discutiam a política do bem-comum.

 Oficinas Pedagógicas


Em 1992, foi criada a Associação de Pais e Professores da escola municipal com objetivo de apoiar as ações pedagógicas em prol da cidadania. Como articuladora social, representa as reivindicações comunitárias nas instâncias do executivo, legislativo e judiciário, cobrando moradia, transporte, rede de esgoto, água encanada, creche entre outras melhorias comunitárias.
A partir deste período foi sendo criadas gradativamente várias oficinas pedagógicas em preparação a formação integral dos alunos. Assim oficinas de marcenaria, datilografia e depois informática, xadrez, artesanato, horta escolar, artes culinárias e oficina de leitores, uma a uma foi se instalando, iniciando aqui a experiência em tempo integral.


 Escola conquista o Tempo Integral

Desde 1992, a escola vem lutando para a implantação da educação em tempo integral, obtendo essa conquista e aprovação apenas em 2011.
Através da resolução municipal de Petrópolis nº 007 de 09/02/2011, publicado em Diário Oficial, a Escola Municipal Leonardo Boff passa oficialmente a funcionar em regime de Tempo Integral.
A partir de então, a escola passa ter quatro horas de atividades em sala de aula e outras quatro horas preenchidas com as oficinas pedagógicas, recreação e outras atividades, cumprindo uma carga horária de oito horas diárias.



 Administração Pública atual não assume o Tempo Integral


Mesmo respaldada pelas leis 9394/96 e outras leis de caráter municipal, a atual administração pública vem negando as condições básicas para funcionamento da Escola em Tempo Integral.
A Secretaria de Educação não assume este projeto para não se comprometer com a transferência de recursos humanos e financeiros para o funcionamento das oficinas pedagógicas. Atividades essas que complementam e garantem o horário de permanência das crianças e da qualidade das ações pedagógicas em tempo integral.
Nesse sentido, nossa luta é garantir o direito à educação de qualidade em tempo integral como política pública municipal.

 Escola apela ao Gabinete do Prefeito

Desde 20 de outubro de 2014, encontra-se no Gabinete do Prefeito o ofício que solicita o diálogo com o chefe do executivo sobre questões de políticas públicas da educação em tempo integral, já que este assunto ultrapassa os limites da Secretaria de Educação. Enquanto o prefeito não nos atende, nossa luta continua para manter uma conquista de décadas. Lutar sempre, retroceder nunca!

Pedimos sua colaboração.
Assine o abaixo assinado em apoio à manutenção e continuidade desse projeto de educação em tempo integral, garantindo o repasse de verbas municipais por meio de políticas públicas à Escola Municipal Leonardo Boff.