Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Rediscussão da Tabela de Pontuação dos Servidores do INSS e Documento à Direção do INSS.

Rediscussão da Tabela de Pontuação dos Servidores do INSS e Documento à Direção do INSS.

3,713 assinaram. Vamos chegar a   5,000
3,713 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por Marcelinho V. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Marcelinho V.
começou essa petição para
Servidores do INSS da Carreira do Seguro Social
Documento à Presidência do INSS, Diretoria de Benefícios, Diretoria de Atendimento e Diretoria de Gestão de Pessoas e Administração.

Considerando os últimos acontecimentos e documentos normativos enviados por e-mail institucional e/ou constante na INTRAPREV, grupos whats e Facebook de servidores e ainda a falta de uma política de uma política de diálogo com os servidores, com decisões unilaterais por parte da Presidência e da Direção do INSS, informamos:

- Que somente aceitaremos incluir uma subtarefa para cada período de PPP se cada servidor administrativo for pontuado por cada inclusão de subtarefa de perícia médica no sistema GET ou então que fique como está o procedimento atual;

- Que os servidores administrativos tenham pontuação por cada acerto efetuado no CNIS, tendo a pontuação dobrada no caso de mais de 5 acertos para o mesmo Nit;

- Que os servidores administrativos tenham reconhecida a pontuação da Justificação Administrativa no mínimo por 1 ponto por testemunha ouvida;

- Que se tenha valoração nas tarefas quando tiver períodos longos de apuração/indenização de débitos;

- Que se crie um sistema para lançamento das inconsistências dos sistemas do INSS, debitando da pontuação exigida mensal todos os períodos que os sistemas apresentem inoperância, falhas, ou lentidão, inclusive debitando da pontuação exigida para a GDASS;

- Que se tenha uma comissão formada por servidores exclusivamente que trabalham na análise de benefícios para rediscutir toda a pontuação das tarefas. Que o processo de escolha destes servidores não seja por indicação e sim por votação dos servidores em sistema como é o processo para votação da GDASS afim de que não somente tenham pessoas escolhidas pela gestão e sim de fato representação que defenda a pauta dos servidores. E que neste processo de votação tenham representação dos servidores de cada estado da federação afim de garantir e discutir as diferenças regionais. Importante ressaltar que os servidores construirão coletivamente a sua tabela de pontuação mínima para cada procedimento de análise. Com base nesta tabela é que os servidores pretendem fazer a discussão;

- Que não ocorram remoções para a CEAB sem o devido treinamento exigido aos colegas que não fazem concessão de benefícios ou que estão afastados há muito tempo da concessão;

- Que se crie uma comissão de servidores para revisão da IN 77 incluindo todas as alterações normativas que afetam a rotina de trabalho dos servidores nos últimos quatro anos já que a última revisão efetiva ocorreu em 2015.

Até que as reivindicações acima sejam atendidas os servidores estão sendo orientados a:

- Não incluir qualquer subtarefa afeta a perícia médica inclusive não refazer subtarefas do que já foi incluído no sistema GET;

- Não puxar tarefas do BMOB;

- Apenas analisar sem efetuar despacho nos sistemas de benefícios de qualquer outra tarefa;

- Que as chefias que não concordem com essa política do INSS, assinem o presente documento, dando um recado a gestão que apoiam os servidores do INSS e suas reivindicações e que se não atendidas deixam seus cargos à disposição;

- Ação Nacional 04/09/2019: além das orientações citadas acima no dia 04/09 não puxar novas tarefas pela CEAB ou CEAP, apenas efetuar análise das tarefas pendentes contudo sem despachar os benefícios, e quem não for da análise não trabalhar um minuto a mais (não é greve, apenas operação padrão).

Assinem o documento e vamos mostrar a nossa força.

Assinado: SERVIDORES DO INSS.