A maior e mais efetiva comunidade de campanhas online para mudanças
Comece uma Petição

Asilo no Brasil para o corajoso Edward Snowden!

Asilo no Brasil para o corajoso Edward Snowden!
  
  

 

Por que isto é importante

Atualização de 13 de fevereiro de 2014
Hoje entregamos ao Ministério das Relações Exteriores do Brasil o pedido de asilo político para Edward Snowden, assinado por mais de 1,1 milhão de pessoas de todo o mundo. É o maior pedido de asilo feito por cidadãos da história.

Atualização de 17 de janeiro de 2014
Fantástico! Essa campanha se tornou global! Vamos continuar a pressão enviando essa petição para todos que conhecemos!

Atualização de 17 de dezembro de 2013
Edward Snowden acabou de publicar uma poderosa carta aberta todos os cidadãos brasileiros, avisando que “hoje, se você tem um celular em São Paulo, a NSA [agência norte-americana de espionagem] pode rastrear onde você se encontra, e o faz”.

Ele expôs a espionagem em massa feita pelos EUA de forma ilegal, e isso fez com que ele perdesse seu passaporte. Mas Snowden não desiste, dizendo “não serei eu a ignorar a criminalidade em nome do conforto político. Prefiro virar apátrida a perder minha voz.”

Ele sacrificou tudo. Agora vamos lhe dar as boas-vindas e dizer a Dilma para lhe conceder asilo!

Leia a íntegra da carta aqui: http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2013/12/1386291-leia-integra-da-carta-de-snowden-ao-brasil.shtml

---------

Há alguns meses, nós descobrimos o quão fora de controle ficou a espionagem feita pelos Estados Unidos – uma rede de arrastão imensa com acesso a nossos e-mails, nossos telefonemas, conversas no Skype e até os chats no Facebook. Nem pessoas e instituições poderosas escaparam – os norte-americanos também estavam lendo os e-mails da presidente Dilma e espionando a Petrobrás e o Ministério de Minas e Energia.

Nós temos que agradecer a uma pessoa por nos trazer a verdade e ajudar-nos a combater a agressiva espionagem norte-americana: Edward Snowden. Ele é o inimigo público número um dos EUA. Ele é alguém que eu admiro. E eu tive uma pequena participação no processo que fez com que nós, brasileiros, soubéssemos das histórias que ele revelou. Eu passei nove horas trancado em uma sala no aeroporto de Londres porque a polícia do Reino Unido, trabalhando em cooperação com os norte-americanos, me deteve para roubar alguns dos documentos que Snowden vazou, documentos que eu estava trazendo para o meu namorado e companheiro, o jornalista Glenn Greenwald. Documentos que ajudaram países como a França, Índia, Espanha, Canadá e Brasil.

Edward está ficando sem tempo. Ele está com um visto temporário na Rússia, e como condição para sua permanência lá, ele não pode falar com a imprensa ou ajudar jornalistas e ativistas a entender melhor como funciona a máquina norte-americana de espionagem mundial. O prazo do seu visto está acabando, e nós sabemos que os EUA querem, de qualquer forma, trazê-lo de volta ao solo norte-americao – e colocá-lo na cadeia pelo resto de sua vida, ou ainda pior.

Se Snowden estivesse no Brasil, é possível que ele pudesse fazer muito mais para ajudar o mundo a entender como a NSA e aliados estão invadindo a privacidade de pessoas no mundo todo, e como podemos nos proteger. . Edward Snowden acabou de mandar uma carta para a senadora Vanessa Grazziotin e para a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Senado, que investiga a espionagem, explicitando seu desejo em contribuir com o debate e ajudar a imprensa a entender melhor a natureza desse regime ilegal de espionagem.

Mas ele não pode fazer isso da Rússia – e o país mais adequado para abrigar alguém que denuncia irregularidades, o país cuja presidente fez um discurso veemente na ONU denunciando a espionagem, é o Brasil. Nosso governo deveria oferecer asilo imediato ao Edward Snowden.

Edward – o Brasil espera por você!


-- David Miranda, Rio de Janeiro
Postado novembro 21, 2013
Relatar isso como inapropriado
Clique para Copiar:

Compartilhe via email!

Obrigado por compartilhar!

Esta petição depende de pessoas como você compartilhá-la -- obrigado por passá-la adiante.