A maior e mais efetiva comunidade de campanhas online para mudanças

Belo Sun Não!

Belo Sun Não!
  
  

 


Por que isto é importante

CAMPANHA BELO SUN NÃO!

(See english translation below)

A empresa canadense Belo Sun quer instalar o maior projeto de mineração de ouro do Brasil ao lado da usina de Belo Monte, no mesmo lugar onde o rio terá grande redução de água em razão da hidrelétrica, a Volta Grande do Xingu. A mina seria aberta a 10 km de duas terras indígenas e próxima a uma área de índios isolados.

A Secretaria de Meio Ambiente do Pará (SEMA/PA) está prestes a liberar a licença ambiental do projeto. O IBAMA considera não ter responsabilidade legal sobre o empreendimento, apesar de possuir alto impacto, de afetar terras indígenas e de interagir diretamente com Belo Monte, intensificando os impactos da hidrelétrica.

O problema é que para explorar o ouro o projeto terá que utilizar materiais altamente tóxicos e formar uma imensa montanha de materiais quimicamente ativos que deverá ficar às margens do Xingu para sempre. Além disso, a SEMA/PA dispensou estudos de impacto sobre os povos indígenas, além de ignorar que as profundas transformações que Belo Monte está para causar no rio e na vida das populações da região impedem uma previsão correta dos impactos do projeto de mineração. Portanto, a avaliação de impacto ambiental realizada até o momento é totalmente insuficiente para fundamentar qualquer licença.

Pedimos ao Governo do Pará que não dê a licença ambiental ao projeto!

Pedimos ao IBAMA que assuma sua responsabilidade com o licenciamento do projeto!

#BeloSunNao #StopBeloSun

Leia a carta pública das organizações da sociedade civil: http://isa.to/17cFYmS

_________________________________________________

The Canadian mining company Belo Sun seeks to build the largest gold mine in Brazil directly adjacent to the Belo Monte dam, exactly where the Xingu River will dry after its flow is diverted by the dam, the region known as “Volta Grande do Xingu”. The mega-mine would be only 10 km from two indigenous territories and close to an area of ​​indigenous peoples living in voluntary isolation, threatening serious an irreversible impacts on these communities.

The Secretary of the Environment of Pará State (SEMA / PA) plans to imminently approve Belo Sun's environmental permit. Brazil's federal environmental agency IBAMA considers this project to not be its legal responsibility, despite the serious environmental threat the project portends for indigenous peoples and the direct interaction it has with Belo Monte Dam, since it intensifies its impacts.

In order to exploit this Amazonian gold, the Belo Sun will need to employ highly toxic materials like cyanide and will produce a huge mountain of toxic waste that will be discarded and remain forever on the banks of the Xingu River. The SEMA / PA impact studies dismissed the mine's impacts on indigenous peoples and ignored the mine's interaction with the profound transformations that the Belo Monte dam will cause the Xingu River and the life of the peoples of the region. Therefore, the environmental impact assessment carried out to date is entirely insufficient to substantiate any license.

We strongly urge that the Government of Pará does not approve Belo Sun's environmental license!

We demand that IBAMA assumes its responsibility with the project's licensing process!

Read the public sign-on letter from organizations worldwide: http://isa.to/1fXsZil

#StopBeloSun #BeloSunNao


Postado outubro 8, 2013
Relatar isso como inapropriado
Clique para Copiar: