A maior e mais efetiva comunidade de campanhas online para mudanças

ENTREGUE!

Petição Vitoriosa
ENTREGUE!
  
  

 

O que e como ganhamos!

Com 960 Assinaturas, enviamos para o Diretor da emissora como forma de protesto as palavras do jornalista Paulo Martins. A partir de pequenas ações, o respeito pelos homossexuais passa a existir, visto que o movimento glbt possui voz, e luta pelos seus direitos humanos.

Por que isto é importante

VEJA AQUI O VÍDEO DE UM DOS COMENTARIOS DO SR. PAULO MARTINS:

http://www.youtube.com/watch?v=n9yVxy4iPBg&feature=youtu.be



Passando os canais da TV, neste exato momento me deparei com o início do programa Ponto de Vista, do “culto” apresentador Sr. Paulo Martins, transmitido pela TV Tarobá.

Mais uma vez, o referido apresentador nos presenteou com uma de suas “pérolas”. Apresentando em uma rede de televisão local o seu “ponto de vista”, sem levar em consideração sua responsabilidade de possível formador de opinião, leu uma reportagem a respeito de um bancário com relação homoafetiva, que havia adotado uma criança com seu parceiro e conseguido junto ao INSS o direito de licença maternidade por 4 meses, geralmente concedido às mulheres.
O comentário que veio a seguir foi revoltante. Segundo o apresentador, ele sente pela criança, que terá prejudicado o desenvolvimento do seu “lado masculino” e não saberá como apresentar no futuro quem seria seu “pai” ou sua “mãe”. Disse ainda que, infelizmente, “temos que pagar por mais este tipo de benefício”, referindo-se aos contribuintes ativos do INSS. Não satisfeito, criticou o casal homoafetivo alegando que, “só falta agora eles arranjarem como amamentar e sentir as dores do parto.”
Deixo aqui minha indignação com a transmissora de televisão Tarobá, que tem em sua grade de programação um programa cujo apresentador é homofóbico e vai contra o esforço da sociedade e do poder legislativo de acabar com o preconceito aos homossexuais – homofobia já é considerada crime – e garantir a eles os mesmos direitos que casais héteros já possuem.

Postado setembro 16, 2012
Relatar isso como inapropriado
Clique para Copiar:

Compartilhe via email!

Obrigado por compartilhar!

Esta petição depende de pessoas como você compartilhá-la -- obrigado por passá-la adiante.