A maior e mais efetiva comunidade de campanhas online para mudanças

INTERVENÇÃO FEDERAL NO MARANHÃO JÁ!

INTERVENÇÃO FEDERAL NO MARANHÃO JÁ!
  
  

 


Por que isto é importante

A barbárie está instalada no Maranhão por completa ausência de governo.


A incapacidade de dar solução à falência do sistema prisional maranhense, aos altos índices de violência e de desbaratar as quadrilhas do crime organizado para o tráfico de drogas evidencia também que o próprio governo estadual está falido.


Barbárie que emerge pelos números de mortos em São Luís em 2013: 983; pelo número de homicídios em cadeias no Maranhão - 62 (quase o dobro dos executados por aplicação da pena morte nos Estados Unidos, em 2013); pela superlotação dos presídios, o Maranhão tem a sexta pior situação, com índice de lotação que beira os 90%: há 2.500 presos ocupando um espaço para 1.700 nas prisões. O Maranhão apresenta o mais alto índice de assassinatos de presos. Com apenas 1% da população carcerária do país, responde por aproximadamente 30% de mortes no sistema prisional do país.

No Complexo Penitenciário de Pedrinhas, três facções mandam: Primeiro Comando do Maranhão, Anjos da Morte e Bonde dos 40. Lá comandam estupros, decapitações e escalpelamentos; de lá determinam ações de terror que amedrontam a cidade, como incêndio de coletivos, que vitimou uma criança de 06 anos, queimada em ataques a ônibus em São Luís.

ESSE É O RESULTADO DE ANOS DE MANDO DE UMA CARCOMIDA OLIGARQUIA SARNEY!

Por tudo isso, reivindicamos: INTERVENÇÃO FEDERAL NO MARANHÃO! AFASTAMENTO DA GOVERNADORA ROSEANA SARNEY, inoperante no exercício do Governo do Maranhão!!

A Constituição garante ao Procurador-Geral da República que faça o pedido junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) de INTERVENÇÃO FEDERAL por parte da União a fim de garantir os "direitos da pessoa humana" e "pôr termo a grave comprometimento da ordem pública" (artigo 34 - inciso VII da Constituição Federal) a que as organizações criminosas estão submetendo o povo maranhense
É o que pedimos!


Postado Janeiro 7, 2014
Relatar isso como inapropriado
Clique para Copiar: