A maior e mais efetiva comunidade de campanhas online para mudanças

Supremo Tribunal Federal: Suspenda a nomeação dos ministros de Temer alvos da Lava-Jato!

Supremo Tribunal Federal: Suspenda a nomeação dos ministros de Temer alvos da Lava-Jato!
  
  

 


Por que isto é importante

Como sabemos, a nomeação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva como Ministro da Casa Civil foi suspensa pelo Supremo Tribunal Federal em decorrência de seu suposto envolvimento no esquema de corrupção na Petrobrás, investigado pela Operação Lava-Jato.

Assim como Lula, alguns Ministros indicados pelo presidente interino Michel Temer também tiveram seus nomes citados nessa operação, razão pela qual deve o Supremo se manifestar sobre a legitimidade destes para a posse nos cargos públicos e obtenção ou manutenção de foro privilegiado.

São eles: Geddel Vieira Lima, Romero Jucá, Henrique Eduardo Alves, Bruno Araújo, Ricardo Barros, Raul Jungmann, Eliseu Padilha e José Serra.

Não aceitaremos posições contraditórias da Suprema Corte!

Update (17 de maio de 2016):

Tramita perante a 8ª Vara da Justiça Federal do Ceará Ação Popular, interposta por Vinícius Madureira Maia, que questiona a legalidade da nomeação dos Ministros de Estado que foram citados ou já estão sendo investigados pela Lava-Jato.

Foi também interposta ação judicial perante a 1ª Vara Federal Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, com a mesma fundamentação. No entanto, o juiz primevo Rafael Castegnaro Trevisan denegou o pedido de liminar para a suspensão da posse.

Todo apoio a essa iniciativa!

Update (02 de junho de 2016):

Após diversas manifestações e protestos da sociedade civil, dois ministros do governo interino já foram exonerados. São eles: Romero Jucá, do Planejamento e Fabiano Silveira, da Transparência, Fiscalização e Controle do Brasil. Isso ocorreu após o vazamento de áudios, gravados por Sérgio Machado em âmbito de delação premiada, em que ambos supostamente conspiravam para deter o avanço da Lava-Jato e proteger políticos do PMDB.

Somente a pressão popular conseguirá a exoneração de todos os ministros de governo citados e/ou investigados pela Lava-Jato.

Sigamos!




Postado maio 12, 2016
Relatar isso como inapropriado
Clique para Copiar: