Clique em Configurações de Cookies para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os 'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Associação de Funcionários do INCa (AFINCa): Pela retirada imediata dos processos contra a ativista Tatianny Araújo

Associação de Funcionários do INCa (AFINCa): Pela retirada imediata dos processos contra a ativista Tatianny Araújo

720 assinaram. Vamos chegar a   1,000
720 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por Democracia & Luta CSP - C. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Democracia & Luta CSP - C.
começou essa petição para
Associação de Funcionários do INCa (AFINCa)
Para combater a criminalização da ativista Tatianny Araújo, servidora da Saúde Federal que responde a sete processos (nove civis e um criminal) movidos pelos diretores da Associação de Funcionários do INCa (AFINCa) alegando, danos morais, devido a uma publicação no facebook.
Os diretores da AFINCa exigem da ativista reparação, de natureza monetária, equivalente a 40 salários mínimos para cada ação. Esse montante chega atualmente, a R$ 260. 640, 00 sendo que cada diretor da atual gestão da AFINCa pretende ser contemplando com R$ 28.960.

A Corrente Minoritária do Sindsprev – RJ – Democracia & Luta/ CSP-Conlutas promove esta campanha para expressar o repúdio a qualquer ação de criminalização de militantes do INCa, exigir dos diretores da Associação de Funcionários do INCa (AFINCa) a retirada das ações na Justiça contra Tatianny Araújo e prestar toda a solidariedade à referida ativista, pois lutar não é crime, é um direito!


Postado: 18 julho 2014 (Atualizado: 14 abril 2015)