Clique em Configurações de Cookies  para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os  'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK
Prefeito Alair Francisco Correa e Vereadores da Cidade de Cabo Frio: Permanência e manutenção da Secretaria Municipal de Cultura de Cabo Frio

Prefeito Alair Francisco Correa e Vereadores da Cidade de Cabo Frio: Permanência e manutenção da Secretaria Municipal de Cultura de Cabo Frio

239 assinaram. Vamos chegar a 300
239 Apoiadores

Complete a sua assinatura

,
Avaaz.org protegerá sua privacidade. e te manterá atualizado sobre isso e campanhas similares.
Esta petição foi criada por Carlos E. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Carlos E.
começou essa petição para
Prefeito Alair Francisco Correa e Vereadores da Cidade de Cabo Frio
CABO FRIO: 500 Anos de CULTURA

Nascida das águas pela ressurgência aflorada que impactou os navegantes lusitanos e abundante em Pau-Brasil, a cidade de Cabo Frio foi fundada em 1615 sob a ordem de Felipe II e execução de Constantino Meneslau. O sucesso de sua economia agrícola deveu-se à mão de obra dos escravos, tornando-se o “Celeiro da Baixada Fluminense”. Em 1827 a “São Francisco Voador”, lancha à vela, levava do porto de Cabo Frio, numerosos e abundantes mantimentos para a Corte no Rio de Janeiro.

Os primeiros habitantes? Os índios tupinambás que batizaram a região de Cabo Frio como Gecay, único tempero da cozinha, feito com sal grosso cristalizado.

DECLARAÇÃO DE “CULTURA GECAY”:

Nossa cultura antecede à fundação administrativa de “Nossa Senhora da Assunção do Cabo Frio”;

O legado indígena (Pau-Brasil) e o legado negro (agricultura) definiram a existência econômica da cidade;

Nossas riquezas naturais, sal e peixe, inauguram uma era econômica a partir do legado das “águas” e o Porto de Cabo Frio foi um dos maiores exportadores de sal do país;

Nossas belezas mil, cantadas em nosso hino pelo Poeta Vitorino Carriço, nos identificam e nos orgulham;

Nossas praias são patrimônio natural do Brasil (solicitação de reconhecimento);

O primeiro romancista brasileiro Teixeira e Souza, e seu livro “O Filho do Pescador” são patrimônios literários que marcam nossa remota vocação cultural em âmbito nacional;

Nossos músicos, artistas plásticos, escultores, artesãos, poetas, dançarinos, capoeiristas, intérpretes, atores, memorialistas, escritores, folcloristas, cineastas, agentes culturais, produtores, mestres fazedores e realizadores do ofício de transformar a “matéria bruta” em expressão artística (em suas diversas formas); são os protagonistas da CULTURA GECAY e do legado cultural desses 500 anos de história;

A “CULTURA GECAY” é o legado construído a partir dos primeiros habitantes desta terra, os índios Tupinanbás, até nossos dias. Perpassa sua história a vocação oriunda de nossa geografia que nos liga ao mar, a atuação artística legítima do fazer popular, os costumes e modos de existir do cabofriense e seus visitantes, a capacitação técnica e as conquistas contemporâneas que nos levaram ao patamar de reconhecimento e adesão aos parâmetros do Sistema Nacional de Cultura como proposto pela

Constituição Brasileira;

A “CULTURA GECAY” é a cultura do Brasil, da sua descoberta. É a cultura do Estado do Rio de Janeiro: é a cultura dos primórdios desta nação;

A “CULTURA GECAY” é a matriz cultural cabofriense, o DNA cultural gerador das diversidades que hoje nos identificam.







PROPOSTA “500 ANOS DE CULTURA”



Encontro com agentes culturais, gestores públicos regionais/estaduais e Pontos de Cultura representantes da Cultura Gecay;

Mostra Comemorativa na Praça Porto Rocha;

Álbum Digital Gecay (fotos e matérias sobre a história da Cultura Gecay: 500 anos de cultura);

Criação e Implantação da “Secretaria Civil de Cultura” para realização do projeto “CULTURA GECAY: 500 ANOS de HISTÓRIA”:

Construção do Plano Gecay de Cultura;

Implantação do “Sistema Municipal de Cultura Gecay” (solicitação de apoio da Secretaria de Estado de Cultura);

“CULTURA GECAY”-Termo proposto por Susiane Borges para designar a matriz cultural cabofriense, o DNA cultural gerador das diversidades que hoje nos identificam. (O termo e o conceito estão devidamente registrados).



TERMO DE ADESÃO “CULTURA GECAY: 500 ANOS de HISTÓRIA” (Cabo Frio)



Adesão eletrônica:



As instituições civis de cultura de Cabo Frio e os artistas dos mais diversos seguimentos apoiam a criação da “SECRETARIA CIVIL DE CULTURA” e apoiam o movimento Pró Secretaria de Cultura.
Postado (Atualizado )