Clique em Configurações de Cookies  para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os  'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK
Presidente Dilma Rousseff do Brasil: Parar de destruir o rio Tapajós no Pará com sete hidroelétricas

Presidente Dilma Rousseff do Brasil: Parar de destruir o rio Tapajós no Pará com sete hidroelétricas

621 assinaram. Vamos chegar a 750
621 Apoiadores

Complete a sua assinatura

,
Avaaz.org protegerá sua privacidade. e te manterá atualizado sobre isso e campanhas similares.
Esta petição foi criada por Edilberto S. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Edilberto S.
começou essa petição para
Presidente Dilma Rousseff do Brasil
O rio Tapajós é nossa vida aqui na região do Estado do Pará. Os impactos serão vários (ambientais, sociais, econômicos e violações de direitos dos povos indígenas e ribeirinhos),. Não temos necessidade de mais hidroelétricas, como bem afirmam cientistas e pesquisadores como Célio Bermann da USP e Felipe Fernside do IMPA. A usina de Tucuruí tem energia suficiente para abastecer todo o Estado do Pará e mais boa parte do país, com 8 mil megawatts de potência. As hidroelétricas no Tapajós, vão inundar milhões de árvores, violentar a constituição entre outras razões por desafetar (desmembrar) 10 mil hectares de floresta no Parque Nacional da Amazônia. 12 mil Munduruku serão violentados em suas terras por causa das hidroelétricas, além de 5 mil famílias ribeirinhas que será expulsas de suas casas e habitat. O governo Dilma Roussef está insensível aos nossos direitos e nossas vidas, além de destruir a dinâmica de um dos mais belos rios do planeta, o tapajós. Por esse motivos necessitamos da campanha de AVAZZ. Somo o MOVIMENTO TAPAJÓS VIVO, unido à PASTORAL SOCIAL DA DIOCESE DE SANTARÉM. Estamos em campanha de sensibilização da sociedade regional, mas precisamos do apoio de todas as pessoas que se preocupam com a mudança climática e os direitos humanos dos povos. ESTE RIO É NOSSA VIDA!
Postado (Atualizado )