Clique em Configurações de Cookies para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os 'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
QUEREMOS AGILIDADE no JULGAMENTO do RE 635.659 e a LIBERDADE do  RAS GERALDINHO.

QUEREMOS AGILIDADE no JULGAMENTO do RE 635.659 e a LIBERDADE do  RAS GERALDINHO.

3,335 assinaram. Vamos chegar a   4,200
3,335 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por Alan F. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Alan F.
começou essa petição para
STF,
SENADO,
STJ
TODOS OS DIAS USUARIOS SAO PRESOS COMO TRAFICANTES, a guerra às drogas mata muito mais do que o vício em entorpecentes. O STF pode começar a mudar essa realidade considerando inconstitucional do artigo 28 do Sistema Nacional de Políticas Públicas Sobre Drogas (Sisnad), o Brasil pode estar dando um primeiro grande passo no encaminhamento de um outro/mesmo grande problema, a violência endêmica A cada ano mais de 56 mil brasileiros morrem assassinados. Somos apenas 2,8% da população mundial e registramos 11,4% de todos os homicídios do mundo, segundo estatísticas oficiais. Se a pobreza e a desigualdade têm estado no centro da agenda política nacional até o momento, a superação da violência, ouso dizer, será o grande desafio político deste século.O que está em jogo no STF é se o porte de drogas de uma pessoa (para seu consumo próprio) afeta a integridade de terceiros ou não, podendo ser considerado crime. Caso o Brasil siga a tendência dos países desenvolvidos e dos nossos vizinhos sul-americanos e decida pela descriminalização, a medida tende a desinchar as cadeias brasileiras no médio prazo, já que hoje um terço de todos os nossos detentos estão atrás das grades por tráfico de drogas.
Postado: 14 dezembro 2015 (Atualizado: 15 dezembro 2016)