Clique em Configurações de Cookies para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os 'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo: Manutenção do convênio com o Centro Pró-Autista

Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo: Manutenção do convênio com o Centro Pró-Autista

677 assinaram. Vamos chegar a   1,500
677 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por Aline Marques da S. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Aline Marques da S.
começou essa petição para
Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo
A não renovação do convênio entre a Secretaria da Saúde do estado de São Paulo (SES-SP) e o Centro Pró-Autista afetará 93 famílias, redirecionando os pacientes (nossos filhos) para instituições ainda não determinadas.
Não questionamos a qualidade dessas instituições, até mesmo porque ainda não sabemos quais serão as indicadas aos pacientes. Questionamos, no entanto, se, em algum momento, pesou na balança o bem-estar e qualidade de vida desses pacientes.
Estamos aflitos e receosos diante de uma mudança tão brusca e repentina. Conforme consta em literatura, e cada um de nós vivência diariamente, pacientes dentro do espectro autista têm dificuldade gigantesca relativa à adaptação a mudanças de rotinas, bem como geração de novos vínculos. Tememos que uma mudança tão brusca e repentina na metodologia de trabalho possa gerar danos irreversíveis em pacientes que vêm apresentando durante meses e anos melhoras significativas, especialmente porque deixariam de contar com um programa terapêutico individualizado tal como empregado no Centro Pró-Autista, única instituição hoje a atender dentro da metodologia neurodesenvolvimental, cuja eficácia é internacionalmente reconhecida.
Alertamos ainda que, ao encerrar o referido convênio, a SES SP está prejudicando não apenas aos pacientes do Centro Pró-Autista, mas sim a toda comunidade autista, uma vez que, numa realidade em que, lamentavelmente, ainda se constata um déficit gigantesco de vagas de atendimento especializado a autistas, mais 93 vagas deverão ser obtidas e providenciadas a esses pacientes.
Diante desses fatos, vimos a público lutar pelo direito de nossos filhos à continuidade de atendimento digno, eficaz, acolhedor, tal como já vem ocorrendo no Centro Pró-Autista.
Postado: 3 Fevereiro 2015 (Atualizado: 14 abril 2015)