Clique em Configurações de Cookies para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os 'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Retorno do Ciência sem Fronteiras

Retorno do Ciência sem Fronteiras

1,540 assinaram. Vamos chegar a   2,000
1,540 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por nilo v. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
nilo v.
começou essa petição para
Senado Federal - Brasília
Esta petição tem por objetivo solicitar aos Senadores e Senadoras a
aprovação do projeto de lei PLS 798/2015 que institui em definitivo o Programa Ciência sem Fronteiras.
O Projeto está na pauta de votação do Senando Federal.


O Ciência sem Fronteiras tem por objetivo incentivar a formação acadêmica no
exterior. Os alunos brasileiros recebem ajuda financeira para estudar em
universidades de outros países. Até o final de 2014 foram concedidas 101.446
bolsas de estudo. Destas, 78% foram para graduação sanduíche (parte no Brasil e
parte no exterior).

O PLS 798/2015 é resultado da avaliação de políticas públicas
desenvolvida pela CCT -Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e
Informática em 2015. A comissão apresentou recomendações aos gestores do
programa. A primeira delas é a continuidade do programa Ciência sem Fronteiras,
apesar das dificuldades fiscais. Além disso, pede a garantia de recursos
mínimos para honrar os encargos já assumidos e conceder novas bolsas, “de forma
a valorizar projetos estratégicos para o desenvolvimento do país”.

A comissão também quis assegurar que o Ciência sem Fronteiras passe a ser
uma política de Estado e não apenas de governo. Outra indicação foi que o
governo intensifique a busca por parcerias no setor privado para diversificar
as fontes de financiamento do programa

Na quarta-feira (15), o senador Lasier Martins (PDT-RS) pediu do presidente
do Senado, Renan Calheiros a aprovação da proposta.

— Quero pedir a inclusão na ordem do dia, logo que possível, do PLS 798, que
trata do programa de incentivo à formação de jovens acadêmicos no exterior. É o
projeto que institui o Programa Ciência sem Fronteiras, como política de
Estado, e não política de governo. Então, quando possível, ficaria grato —
disse Lasier Martins. Fonte: Senado Federal




Postado: 17 junho 2016 (Atualizado: 26 junho 2016)