Clique em Configurações de Cookies  para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os  'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK
Estão tirando nosso direito à vida

Estão tirando nosso direito à vida

8,359 assinaram. Vamos chegar a 10,000
8,359 Apoiadores

Complete a sua assinatura

,
Avaaz.org protegerá sua privacidade. e te manterá atualizado sobre isso e campanhas similares.
Esta petição foi criada por Pacto M. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Pacto M.
começou essa petição para
National, local and international leaders
Somos a natureza. Quando a natureza prospera, nós prosperamos.

No entanto, a legislação existente falhou miseravelmente de tantas formas que nos últimos 40 anos permitiu-nos extinguir 50% de todas as espécies da Terra.
Neste ano nós temos uma oportunidade histórica de dar à natureza uma chance. Os Chefes de Estado de 195 países vão participar do mais importante evento mundial sobre o clima. É agora ou nunca!

Aquecimento global, contaminação de água, pesca indiscriminada, desmatamento das selvas e florestas, a extinção em massa de espécies animais, são somente algumas das consequências do sofrimento da natureza.
Tudo isso é legal porque a natureza é somente um objeto sob o jugo da lei, como os escravos, as mulheres e os indígenas costumavam ser. Como propriedade ou outra condição legal. É por isso que é quase impossível para nós, os cidadãos, proteger a natureza fazendo uso da lei. As leis que temos não são suficientes para responder aos desafios de nossa época. Necessitamos de mudança. Reconhecer os Direitos da Natureza pode ser a nossa última chance de sobreviver.

A Bolívia apresentou a Declaração Universal dos Direitos da Mãe Terra às Nações Unidas em 2010. Em novembro-dezembro nós teremos uma única oportunidade na vida, quando os chefes de Estado estarão reunidos na Conferência das Partes sobre Mudanças Climáticas em Paris. Exigimos ação.

Direitos humanos e direitos da natureza são dois lados da mesma moeda.

Postado (Atualizado )