Clique em Configurações de Cookies para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os 'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK
Transporte pago pelos ricos, controlado pelo povo:
fundo nacional para a tarifa zero já!

Transporte pago pelos ricos, controlado pelo povo: fundo nacional para a tarifa zero já!

15,074 assinaram. Vamos chegar a 100
15,074 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Avaaz.org protegerá sua privacidade. e te manterá atualizado sobre isso e campanhas similares.
Esta petição foi criada por Movimento P. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Movimento Passe Livre - M.
começou essa petição para
Câmara, Senado, Estado Brasileiro
A pandemia do Covid-19 escancarou a gravidade da superlotação dos transportes coletivos no Brasil. A precariedade que temos que enfrentar nos ônibus, vagões e trens ao longo de toda a vida agora tem levado ao contágio e à morte por Corona vírus de centenas de usuárias/os e trabalhadoras/es do transporte todos os dias. Este é o resultado de um sistema de transportes em que o lucro de ricos empresários é baseado nas catracas rodadas. Mais do que nunca precisamos transformar o funcionamento dos transportes coletivos no país. Além disso, milhares de pessoas seguem sem conseguir pagar as tarifas, cada vez mais caras. Isso significa uma exclusão não apenas do transporte em si, mas da maior parte dos serviços públicos e da própria cidade!

Por isso, defendemos um transporte público pago pelos ricos e controlado pelo povo, através da criação de um Fundo Nacional para financiar a Tarifa Zero, com os seguintes princípios:
  1. Financiamento através de impostos progressivos, ou seja, pela taxação de grandes empresas e da parcela mais rica da população;
  2. Operação do transporte por empresas públicas ou cooperativas de trabalhadoras/es;
  3. Cálculo de custo do transporte com base nos gastos de operação, e não por quantidade de passageiros, rompendo a lógica que superlota os ônibus e vagões;
  4. Gestão popular do transporte, para que quem decida sobre seu funcionamento seja quem usa e trabalhe nele;
  5. Fluxos e Linhas de transporte não devem ser restritas aos trajetos de ida e volta do trabalho, ou ao deslocamento centro-periferia ;
  6. A Qualidade do serviço e o conforto das viagens devem ser os princípios da organização do transporte;
  7. Estabilidade, qualidade e salários dignos para trabalhadoras/es do transporte, a Tarifa Zero não deve resultar em demissões;
  8. A tarifa zero deve estimular a adoção tecnologias de redução da poluição, que beneficiem a cidade, as pessoas e o conjunto do meio ambiente;
  9. Fiscalização do transporte pela população com base na função social do transporte, no bom uso dos recursos públicos, na qualidade do serviço e nas boas condições para quem trabalha nele;
  10. A tarifa deve ser completamente abolida do transporte para que ele seja de fato público;

Para ler nosso manifesto completo, copie o link e acesse: bit.ly/manifestofundonacional
Postado: 26 setembro 2020 (Atualizado: 5 outubro 2020)