Clique em Configurações de Cookies  para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os  'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK
SUSPENSÃO DAS AULAS PRESENCIAIS JÁ

SUSPENSÃO DAS AULAS PRESENCIAIS JÁ

11,907 assinaram. Vamos chegar a 20,000
11,907 Apoiadores

Complete a sua assinatura

,
Avaaz.org protegerá sua privacidade. e te manterá atualizado sobre isso e campanhas similares.
Esta petição foi criada por CSP C. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
CSP C.
começou essa petição para
CSP CONLUTAS SP
Nós professores, estudantes, funcionários, pais, mães e trabalhadores de diversas categorias, exigimos a suspensão imediata das aulas presenciais até que haja controle da pandemia e vacinação em massa.
O Estado de São Paulo se aproxima das 60 mil mortes e já ultrapassou seu marco histórico, com mais de 6.600 internações na UTI. A previsão é que o sistema de saúde entre em colapso em cerca de três semanas e a nova cepa, mais contagiosa, se espalha fortemente pelas cidades do interior. Neste cenário, as medidas anunciadas por Doria são cínicas e insuficientes: restringir a circulação de pessoas na madrugada e deixar escolas abertas durante o dia não vai resolver!
A aula presencial nesse contexto coloca em risco a vida dos trabalhadores da educação, dos estudantes e de suas famílias, além de agravar os índices de contaminação, aumentando a circulação de pessoas nas escolas, nas ruas e transportes públicos. Para defender a vida, é necessário dar condições para que todos possam ter acesso às aulas remotas em caráter emergencial durante a pandemia.
Não há segurança sanitária nas escolas. Os “protocolos” são uma farsa, faltam funcionários de limpeza, merendeiras e inspetores para garantir qualquer condição de funcionamento. Diante dessa situação caótica muitos têm se infectado. Foi o caso da professora Maria Tereza Miguel Couto, da rede estadual em Caçapava, que se contaminou e faleceu de COVID-19 com apenas 32 anos. Sua mãe infelizmente também veio a óbito.
Mesmo admitindo ao menos 741 casos de contaminação logo na primeira semana de retorno às escolas, o secretário da educação Rossieli responsabilizou estudantes e professores, afirmando que não haviam seguido os protocolos. A situação é ainda mais grave, já que esses números são subnotificados e muitas escolas não estão informando a comunidade escolar dos casos de infecção.
Doria, Rossieli, Bruno Covas e demais prefeitos que insistem em impor o retorno às aulas presenciais tem as mãos sujas de sangue! Cometem um verdadeiro crime contra a população, reproduzindo a mesma política genocida de Bolsonaro. Basta!

Defendemos:

- Suspensão das aulas presenciais até a vacinação em massa e controle da pandemia!

- Garantia das aulas remotas em caráter emergencial, com condições para que todos sejam atendidos

- Auxílio emergencial às famílias e aos trabalhadores temporários e terceirizados da educação durante este período. Ninguém consegue sobreviver sem renda!

- Auxílio merenda aos estudantes, internet para todos, apoio psicológico e proteção às mulheres e crianças contra a violência.

- Abaixo ao ensino híbrido que é trabalho dobrado com risco de contaminação.

- Quebra da patente dos insumos da vacina e amplo investimento em ciência e tecnologia para garantir a campanha de vacinação em massa a toda a população.
Postado (Atualizado )