Clique em Configurações de Cookies para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os 'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Pedido de informação ( PCE )

Pedido de informação ( PCE )

120 assinaram. Vamos chegar a   200
120 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por Márcia P. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Márcia P.
começou essa petição para
Exmo. Juiz da Vara de execuções penais Geraldo Fernandes Fidelis
Cuiabá, 15 de Maio de 2020

      Nós, familiares de presos da Penitenciária Central do estado de Mato Grosso, através desse abaixo assinado, respeitosamente, solicitamos notícias dos nossos entes queridos que foram transferidos do local onde cumpriam pena até o dia 11 de Maio de 2020, para o raio 03 da referida unidade prisional. De acordo com as poucas informações que temos até o presente momento, o referido raio agora está sob responsabilidade também das igrejas, os chamados raios evangélicos.
        Solicitamos que nos sejam informados pela direção da PCE:
-as condições das instalações físicas do raio 03 tais como:
-água potável, energia elétrica, ventilação e condições sanitárias.
-solicitamos ainda, que possamos levar na PCE para que sejam entregues aos nossos, cobertores e agasalhos, atendendo as normas do sistema no que diz respeito à cor; levando-se em conta a pandemia da Covid 19, tudo será devidamente higienizado e entregue por uma comissão composta por 5 pessoas, evitando aglomeração.
      Não estamos pedindo regalias, somente que os nossos entes queridos que se encontram privados de liberdade cumpram pena com dignidade, conforme previsto em lei. 
Postado: 15 maio 2020 (Atualizado: 27 maio 2020)