Clique em Configurações de Cookies  para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os  'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK
Tombamento do Abaeté como Patrimônio Histórico e Cultural de Salvador

Tombamento do Abaeté como Patrimônio Histórico e Cultural de Salvador

766 assinaram. Vamos chegar a 1,000
766 Apoiadores

Complete a sua assinatura

,
Avaaz.org protegerá sua privacidade. e te manterá atualizado sobre isso e campanhas similares.
Esta petição foi criada por Marcele D. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Marcele D.
começou essa petição para
FGM Fundação Gregório de Mattos
ABAETÉ  para o povo já é PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL DE SALVADOR . Mas ABAETÉ PRECISA de seu APOIO pra isso CONSTAR DA LEI e garantir que iniciativa privada e órgãos públicos também respeitem. As leis que existem ainda não dão conta de o proteger na prática e também ainda não correlacionam a cultura e a paisagem natural.
ASSINE e L EVAREMOS SEU APOIO PARA A FGM  Fundação Gregório de Mattos. Abaeté é cantado em verso e prosa e o mundo já conhece suas lendas e rituais, terra das Ganhadeiras de Itapuã e da religiosidade afroameríndia. Abaeté é território sagrado, sítio sagrado que se liga a vários outros em Salvador, abrigo de ambiências relevantes da cidade, tanto pelo referencial simbólico, pelo valor histórico, cultural, paisagístico, ambiental e arqueológico. Como paisagem natural, Abaeté é das últimas áreas de restinga, dunas e lagoas de Salvador, contribui para o conforto climático, sua restinga é um filtro de salinidade importante para a cidade e para a manutenção do bioma Mata Atlântica, serve de ponto de coleta de ervas sagradas e atos litúrgicos assim como a manifestações culturais e sociais. A comunidade vem reforçar o interesse em proteger Abaeté também como paisagem cultural.  Foto : montagem da divulgação do documentário da TVE Viva o Abaeté! Em destaque Lucinha, das Ganhadeiras de Itapuã e Korin Nagô. Este Abaixo assinado é de iniciativa do Fórum Permanente de Itapuã - FPI e outros movimentos sociais, acompanhe nossas redes sociais e se junte a luta por preservação.


Postado (Atualizado )