Clique em Configurações de Cookies  para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os  'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK
Espaço de memórias das mulheres de Itapuã

Espaço de memórias das mulheres de Itapuã

62 assinaram. Vamos chegar a 100
62 Apoiadores

Complete a sua assinatura

,
Avaaz.org protegerá sua privacidade. e te manterá atualizado sobre isso e campanhas similares.
Esta petição foi criada por COLETIVO F. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
COLETIVO F.
começou essa petição para
Governo do Estado da Bahia e Prefeitura municipal de Salvador
Nós mulheres do COLETIVO FEMININO ALDEIA ITAPUÃ, queremos um espaço destinado a preservação da memória das mulheres do território de Itapuã, Salvador, Bahia,  que historicamente contribuiram para a formação da cidade de Salvador. As mulheres deste território participaram ativamente da comercialização de produtos derivados da pesca da baleia, tais como sua carne para produção de iguarias culinárias e do óleo que serviu dentre outras coisas para construções civis e iluminação das cidades. Este processo se deu durante o período colonial até meados do século XX. Além disso, as mulheres de Itapuã se destacaram por "lavar roupa de ganho" , nas margens da Lagoa do Abaeté, sendo admiradas e conhecidas no mundo inteiro através de artistas como Dorival Caymmi, Vinícius de Moraes e tantos outros.  Hoje as mulheres de Itapuã continuam impressionando por sua força empreendedora.
São mulheres fortes que continuam a exercer suas atividades de ganho como suas ancestrais, hoje trabalhando basicamente levando a cultura do bairro para o mundo, produzindo quitutes e iguarias nativas e da culinária bahiana, fabricando artesanatos que refletem a gente e a cultura do bairro. Por isso, queremos um espaço, onde não só visitantes do mundo inteiro possam conhecer a história do bairro que um dia foi território dos indígenas Tupinambás e do Quilombo buraco do Tatu, mas também conhecer estas mulheres das águas salgadas e doces de Itapuã. Onde eles possam assistir apresentações culturais do bairro e comprar artesanatos dessas mulheres que já praticam a economia solidária através do Coletivo feminino aldeia Itapuã desde 2018, tendo participado de vários eventos de economia solidária, levando a história do bairro, seus quitutes e artesanatos.
Veja no instagram @coletivofemininoaldeiaitapua
Elas também participam do Projeto Memória viva de Itapuã, do @programaraizesdessaterra   participando dentre outras atividades do projeto, a FEIRA DAS MULHERES DE ITAPUÃ @feiradasmulheresdeitapua com o apoio incondicional da Colônia de Pescadores e aquicultores z06 de Itapuã e do Espaço Verde, situado na rua Calazans Neto n18 Itapuã, um espaço de eventos ecológicos e artes.
Desejamos que o memorial, inicialmente seja situado próximo a Praça Vinícius de Moraes, no Farol de Itapuã, bem próximo a praia e a quadra de esportes.
Nosso desejo é que seja, além de um memorial com loja colaborativa para comercialização de artesanatos, produtos agroecológicos cultivados em nossos quintais, seja  também um espaço para que possamos acolher mulheres com cursos e atividades de formação, um espaço ecologicamente correto onde possamos praticar o bem viver e a economia solidária, gerando renda e potencializando ainda mais as mulheres das comunidades de Itapuã. Se você é itapuãzeiro ou simpatiza com a ideia que propomos, assine e compartilhe esta petição.
Postado (Atualizado )