Clique em Configurações de Cookies  para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os  'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK
Salve o rio Cuiabá e o Pantanal

Salve o rio Cuiabá e o Pantanal

1 assinaram. Vamos chegar a
50 Apoiadores

Complete a sua assinatura

,
Avaaz.org protegerá sua privacidade. e te manterá atualizado sobre isso e campanhas similares.
Esta petição foi criada por Paula I. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Paula I.
começou essa petição para
Mauren Lazzaretti, secretária de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso
O rio Cuiabá e o Pantanal precisam de você!

Junte-se a nós e salve o rio Cuiabá das barragens!

 Neste momento, seis barragens planejadas no rio Cuiabá estão em processo de licenciamento na Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso (SEMA). Junte-se a nós para impedir que esse absurdo aconteça! O rio Cuiabá é o rio da vida e da cultura da cidade de Cuiabá, a capital do Estado, sendo fundamental para o Pantanal.Apoie este abaixo-assinado, solicitando à SEMA-MT que não aprove essas novas barragens.
 Os impactos ecológicos, econômicos e sociais serão enormes. Os peixes, a pesca e toda a vida e atividades existentes ao redor deste rio e os rios do Pantanal sofrerão as consequências - os peixes desaparecerão e diminuirá drasticamente as possibilidades de pesca em todo Pantanal, afetando a fauna, a pesca profissional artesanal, o setor turístico pesqueiro e a pesca de subsistência dos povos e comunidades tradicionais.
 O que será do rio Cuiabá sem peixes e sem vida? Toda a cultura cuiabana está diretamente ligada ao rio, a renda de milhares de pessoas está vinculada direta ou indiretamente a ele. Precisamos da sua ajuda para impedir que isso aconteça!

Assine este manifesto!

“À Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso e demais órgãos de interesse, em respeito à população da baixada cuiabana e a todos os cidadãos que se beneficiam e se preocupam com a vida dos rios do Pantanal, solicitamos a não aprovação de licenças para construção de represas e demais obras no rio Cuiabá (à exemplo das Pequenas Centrais Hidrelétricas: Angatu I, Angatu II, Iratambé I, Iratambé II, Guapira e Perudá Montante), uma vez que, conforme os estudos da Fundação Eliseu Alves e da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), que fazem parte do Plano de Recursos Hídricos da Região Hidrográfica do Paraguai, este rio é extremamente importante para a manutenção da vida aquática do Pantanal e reprodução dos peixes pantaneiros, estando na área “vermelha” do estudo, o que indica que é uma área de grande conflito socioambiental entre a produção de energia hidrelétrica e a conservação dos peixes que sustentam a pesca e a população da Bacia do Alto Paraguai” .

O rio Cuiabá é uma das áreas mais importantes para a reprodução destes peixes do Pantanal, sendo de longe o rio que sustenta a maior quantidade de pescadores profissionais artesanais, 54% do total da Bacia, e onde ocorre a maior captura de peixes dessa categoria em toda a Bacia do Alto Paraguai, 47% do total. Este rio tem papel fundamental na manutenção dos peixes de piracema, como pacu, pintado, cachara, jaú, dourado e piavuçu, que precisam dos rios livres para realizarem a sua reprodução nas cabeceiras.

Não deixem o Rio Cuiabá sem vida e seu povo sem cultura.

O rio Cuiabá deve permanecer livre de barragens !

Apoiam esta campanha: Rede Pantanal, FONASC, Humedales sin Fronteras, Coalizão pela proteção permanente de rios do Brasil, Observatorio Pantanal
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
Join us and save Cuiabá River from more dams!

Right now, six proposed dams on Cuiabá River are on the verge of being licensed by Mato Grosso State environmental agency (SEMA). Join us to stop this outrageous project. Cuiabá River it’s the river of life and culture to the State capital, and it’s a vital component of the Pantanal complex. Support the petition, asking SEMA-MT to suspend licensing to these dams.  The ecological, economical and social costs of such a construction would be devastating. The fish, the fishery and all life surrounding Cuiabá River and Pantanal will face destruction: The traditional fisherman practice, the traditional communities and the tourism sector would suffer a breakdown with the diminution of fish caused by dams construction. What would be of Cuiabá River without fish or life? All Cuiabá culture is intertwined with its river, as the livelihood of thousands of people. We need your help to prevent the construction of dams!

Join the manifest!

“To Mato Grosso State environmental agency (SEMA) and organs of importance: on behalf of all communities that depend upon Cuiabá River and Pantanal’s complex, we request the disapprobation of environmental license for six proposed dams on the Cuiabá River. According to studies by the National Water Agency (ANA), the river is a vital body of water to maintain a sustainable aquatic life on Pantanal. The region where the dams are planned to be constructed is what the National Water Agency (ANA) calls a red zone or a conflict zone – which means that any kind of hydroproject has the potential to cause environmental imbalance.

The Cuiabá River nurtures and maintains the lives of local fish and a magnificent variety of wildlife. Fish species like pacu, pintado, japu and dourado need the river flowing free to take part in the piracema – the time when fish migrate to reproduce. The Cuiabá River is solely responsible for 54% percent of the catch among traditional fishermen in Alto Paraguay basin, and where 47% of all fish catches take place.

Don’t deprive the Cuiabá River of its life. Don’t deprive Cuiabá communities of their livelihoods.

The Cuiabá river must remain free of dams!

Supporting this campaign: Rede Pantanal, FONASC, Humedales sin Fronteras, Coalizão para a proteção permanente de rios do Brasil, Observatorio Pantanal




Postado (Atualizado )