Clique em Configurações de Cookies para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os 'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK
Vitória
Urgente! Provas PCDF suspensas

Urgente! Provas PCDF suspensas

Vitória
23,515 assinaram. Vamos chegar a 10,000
23,515 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Avaaz.org protegerá sua privacidade. e te manterá atualizado sobre isso e campanhas similares.
Esta petição foi criada por Cesar L. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Cesar L.
começou essa petição para
MPDFT
É com sentimento de dever cívico cumprido que, através deste, informamos que, nesta tarde, A Banca CEBRASPE emitiu uma nota suspendendo as provas de agente e escrivão da Polícia Civil do DF que ocorreriam nos dias 17 e 18 de outubro. Nas palavras da própria banca: "a curva epidemiológica do vírus COVID-19 ainda demanda cuidados no DF".
Infelizmente, não conseguimos prevenir que todos os candidatos do certame não fossem lesados economicamente em razão da marcação e suspensão já tardia das provas, mas nos sentimos gratos por todo o apoio que nos foi enviado, e temos a certeza de que a suspensão foi a medida mais acertada para garantir a lisura do certame e, especialmente, a saúde dos todos os envolvidos direta e indiretamente.

Também entendemos o lado daqueles que gostariam que as provas fossem realizadas em tais datas. Apesar da da quantidade de cargos vagos, a Polícia Civil do DF não realiza concursos desde 2013, e, visto que a data final para homologação do certame será apenas em dezembro de 2022, a ocorrência dessas provas em caráter de urgência não reflete a postura até então adotada pelo órgão quando da condução do concurso.

Assim, gostaríamos de agradecer a todos que se disponibilizaram a enfrentar essa questão com a maturidade e a razoabilidade tão preconizadas de nós, futuros policiais, e, especialmente àqueles que dedicaram um tempo a tomar partido dessa luta, seja assinando o abaixo-assinado ou construindo diálogos à promoção do interesse público.

Meu abraço cordial,
Cesar Lisboa

Estamos vivendo uma pandemia que afetou sobremaneira a saúde, a economia e os hábitos das pessoas mundialmente. Embora implementadas todas as medidas na contenção do vírus, os números de casos e óbitos pela Covid-19 continuam altíssimos, figurando o Brasil em segundo lugar em mortes pela Covid-19 no mundo.

Por favor, seja sincero, você acredita que seja possível realizar com segurança uma prova de concurso público envolvendo cerca de 100 mil candidatos em meio a uma pandemia?
Quais serão os critérios adotados pela banca para garantir, simultaneamente, a segurança de todos os envolvidos no certame e a lisura dos testes? Inúmeros são os questionamentos a respeito.

As provas para os cargos de Escrivão e Agente PCDF estão marcadas para os dias 17 e 18 de outubro de 2020, respectivamente. Grande parte dos candidatos está com medo. Medo de contrair o vírus, medo de levar vírus para casa, medo de não realizar a prova e perder a oportunidade dos sonhos.
A realização dessas provas é um ato desumano que fere não só a integridade dos candidatos, mas também a de seus familiares, muitos inclusive, classificados como do grupo de risco. Além disso, o concurso reunirá candidatos de todo o Brasil, vindos de regiões com índices diferentes de casos e óbitos, podendo levar contaminação a áreas que já estejam mais avançadas no combate a pandemia. Importante mencionar ainda, que na data de hoje, os dados mostram que DF continua no pico da curva de casos da pandemia, na chamada “Fase Vermelha” de contenção do vírus, e a realização das provas poderia provocar a piora do quadro local, com superlotação de leitos de UTI, onerando, também, o Poder Público. Por todo o exposto, é nítida a inobservância de critérios de proporcionalidade e razoabilidade, maculando, ainda, o pressuposto de isonomia do concurso público.

Dessa forma, pedimos a suspensão das provas o mais breve possível para que candidatos não sejam lesados com cancelamentos de voo e hotéis em razão de uma suspensão tardia.
Postado: 25 agosto 2020 (Atualizado: 22 setembro 2020)