Clique em Configurações de Cookies  para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os  'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK
Permitir acesso humanitário total e imediato e acabar com a fome em Tigray, afetada pela guerra

Permitir acesso humanitário total e imediato e acabar com a fome em Tigray, afetada pela guerra

7,500 assinaram. Vamos chegar a 10,000
7,500 Apoiadores

Complete a sua assinatura

,
Avaaz.org protegerá sua privacidade. e te manterá atualizado sobre isso e campanhas similares.
Esta petição foi criada por UrgentAppealTigray E. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
UrgentAppealTigray E.
começou essa petição para
The Ethiopian authorities including the Ministry of Peace and the Prime Minister’s Office

Uma enorme crise humanitária está se desenrolando em Tigray (norte da Etiópia), onde existe uma guerra civil desde 4 de novembro de 2020. A situação não é apenas dramática para a população local. O conflito está causando efeitos indesejáveis ​​na Etiópia e também muito além, no sudoeste africano. Consistentes relatos de violência étnica, assassinatos, saques em massa, violência sexual, retorno forçado de refugiados e possíveis outros crimes de guerra vieram à tona. Além disso, há ampla evidência da presença de tropas da Eritreia em Tigray. Mais de 2 milhões de pessoas foram deslocadas internamente. Em 19 de janeiro de 2021, gabinete das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) avaliou que cerca de 4 milhões de pessoas necessitavam de ajuda alimentar, ou seja, cerca de dois terços da população de Tigray. A situação é particularmente alarmante para milhões de crianças, vítimas inocentes desta crise cruel. A UNICEF estima que, apesar de um acordo para o acesso à ajuda humanitária na região, cerca de 2,3 milhões de crianças ficaram sem assistência em meio à violência.

Enquanto a população necessita urgentemente de ajuda, o acesso à região continua muito limitado, o que torna impossível prestar apoio a todas as pessoas necessitadas. Quanto mais o acesso é retardado, pior torna-se a situação, pois os suprimentos de alimentos, incluindo alimentos terapêuticos prontos para uso no tratamento da desnutrição infantil, medicamentos, água, combustível e outros suprimentos básicos acabam tornando-se extremamente baixos, ou simplismente esgotam-se.

É do interesse da Etiópia e de toda a região do Chifre africano (sudoeste) facilitar o acesso humanitário irrestrito, conforme acordado com o UNHCR em 2 de dezembro de 2020, mas não posto em prática.

Também pedimos as autoridades etíopes que a garantam que todas as partes envolvidas permitam a livre circulação de civis que desejam buscar segurança em outro lugar. Isso inclui aqueles que pedem para cruzar fronteiras e buscar proteção internacional. A telecomunicação deve ser restaurada e o acesso da mídia internacional e de observadores independentes também deve ser permitido.

Esta petição vem em apoio a um apelo internacional lançado por cientistas: "Tigray (Etiópia) - Na ausência de grande diplomacia internacional e resgate, para uma repetição da grande fome de 1984-1985" (https://forms.gle/NLXtbGxjPkbXujt49 ). Esta será enviada às autoridades etíopes relevantes, incluindo o Ministério da Paz e o Gabinete do Primeiro-Ministro.

Os organizadores podem ser contatados em Emergencyappealtigray@gmail.com.

Postado (Atualizado )