Clique em Configurações de Cookies para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os 'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
DNIT: Queremos a Duplicação da BR-265 - Movimento Somos Todos Vítimas da BR265

DNIT: Queremos a Duplicação da BR-265 - Movimento Somos Todos Vítimas da BR265

6,751 assinaram. Vamos chegar a   10,000
6,751 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por Movimento Somos Todos Vítimas da BR265 - S. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Movimento Somos Todos Vítimas da BR265 - S.
começou essa petição para
Deputados estaduais, Depuatos Federais, Senadores e Governadores
Não podemos permitir que os Deputados aprovem essa lei. Vamos assinar essa petição e impedir esse retrocesso.

O Brasil teve grandes avanços no trânsito por conta de multas mais pesadas, fiscalização mais eficiente e avanço no processamento das penalidades. Qualquer flexibilização nas leis será um retrocesso com conseqüente aumento no números de acidentes e mortes no trânsito. No entanto, está em discussão na Câmara dos Depuatdos um projeto de lei que muda trechos do Código Brasileiro de Trânsito. Dentre as principais alterações, estão:

• Proposta aumenta de 20 para 40 pontos o limite para suspensão da habilitação.

• Fim da exigência de exame toxicológico para motoristas profissionais.

• Muda as normas para o Transporte de crianças

• Está em discussão também suspender instalação de novos radares, bem como proibir o uso de radares moveis.

CONSEQUENTEMENTE, com a lei será reforçado a cultura de impunidade com quem desobedece às leis e retrocesso nos tênues avanços em busca de um trânsito seguro, em um país que ainda faz cerca de 40 mil vítimas fatais a cada ano e é um dos que mais mata no mundo.
Esse retrocesso reforça a indústria da impunidade e não contribuem em nada para maior segurança no trânsito.
Qualquer afrouxamento nas regras de pontuação estimula a infração da lei e referenda atitudes de risco. Estacionar em fila dupla não mata ninguém, mas pode causar um congestionamento na via e resultar em acidente grave. No trânsito, qualquer infração pode ter consequências, por vezes imprevisíveis


Fontes:

https://www.google.com/amp/s/g1.globo.com/google/amp/carros/noticia/2019/06/04/regras-de-transito-veja-o-que-o-projeto-de-lei-de-bolsonaro-quer-alterar.ghtml

https://www.google.com/amp/s/carros.uol.com.br/noticias/redacao/2019/04/11/limite-mais-brando-e-motoristas-isentos-de-multas-especialistas-discordam.amp.htm


Postado: 12 agosto 2015 (Atualizado: 4 junho 2019)