Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Exoneração do Ministro da Educação Já

Exoneração do Ministro da Educação Já

50,017 assinaram. Vamos chegar a   75,000
50,017 Apoiadores

 

Complete a sua assinatura

,
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.
Esta petição foi criada por Marina N. e pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.
Marina N.
começou essa petição para
Supremo Tribunal Federal
Não dá mais. A gestão do Ministro Abraham Weintraub traumatizou a Educação no Brasil.  Ajude-nos a cobrar seu julgamento do STF!

As falhas de sua gestão resultaram em erros gravíssimos no Enem e na violação do princípio da transparência e eficiência. Ao atender, pelas suas redes sociais, um pedido de revisão da prova do Enem de uma filha de um internauta apoiador do governo, o Ministro ainda violou o princípio da impessoalidade.

Além disso, o Ministro perdeu R$1 bilhão resgatados pela Lava Jato que poderiam ter sido utilizados para a construção de creches, melhorias no ensino básico e pesquisa. Em 2019, o Ministro não implementou sequer uma política pública educacional, com especial destaque à ineficiência das políticas de alfabetização e completo desrespeito ao Plano Nacional da Educação.

Se não bastasse tudo isso, o Ministro ainda por cima ofendeu as mães de cidadãos, ridicularizou internautas e ofendeu chefes de estado.

O Ministro atua em desacordo com o decoro, honra e dignidade da sua função. 

Por isso, consideramos o atual Ministro inapto para continuar no cargo. Sua exoneração é o mínimo que podemos esperar para um Ministro que teve um ano para entregar resultados e só entregou desaforos e polêmicas. Com ele no cargo, o futuro dos nossos jovens está prejudicado.

Nós, brasileiros, apoiamos o pedido que um grupo de 17 deputados e 2 senadores que entraram com uma ação no STF exigindo que o Ministro da Educação sofra impeachment imediatamente.

Senadores:
Alessandro Vieira (Cidadania)
Fabiano Contarato (Rede)

Deputados:
Alexandre Frota (PSDB)
Alexandre Padilha (PT)
Aliel Machado (PSB)
Danilo Cabral (PSB)
Edmilson Rodrigues (PSOL)
Fabiano Tolentino (Cidadania)
Felipe Rigoni (PSB)
Fernanda Melchionna (PSOL)
Fabiano Tolentino (Cidadania)
Gil Cutrim (PDT)
Henrique Fontana (PT)
João Campos (PSB)
Joênia Wapichana (REDE)
Marcelo Calero (Cidadania)
Marcio Jerry (PCdoB)
Margarida Salomão (PT)
Maria do Rosario (PT)
Pedro Uczai (PT)
Perpétua Almeida (PCdoB)
Professor Israel (PV)
Rafael Motta (PSB)
Raul Henry (MDB)
Reginaldo Lopes (PT)
Rodrigo Agostinho (PSB)
Rosa Neide (PT)
Tabata Amaral (PDT)