A maior e mais efetiva comunidade de campanhas online para mudanças

LABORATÓRIOS TECAM E BIOGRAM: Se não testam em animais permitam a entrada de ativistas nos laboratorios.

LABORATÓRIOS TECAM E BIOGRAM: Se não testam em animais permitam a entrada de ativistas nos laboratorios.
  
  

 


Por que isto é importante

Caros amigos:

Diferentemente do que muitos pensam, os animais não estão aqui para nos servir. É nosso dever respeitá-los e protegê-los como seres vivos.
Os testes com animais são experimentos realizados com a utilização de animais a fim de produzir conhecimento científico aos seres humanos, como a elaboração de novas drogas, novos métodos cirúrgicos, vacinas, terapia gênica etc. Geralmente os experimentos são realizados sem anestésicos, podendo ou não envolver o ato da vivissecção, portanto são experimentos cruéis, considerados como crime de maus tratos aos animais, passíveis de serem punidos, conforme nossa Constituição Federal/88 deixa explícito no seu art. 225§ 1º, VII, abaixo citado: “Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.§ 1º - Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público: VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade.”; também considerado crimes de maus tratos, previsto no artigo 32, da lei 9.605/98.
Consideramos que não existe ética nesse tipo de experimentação. Quando nos referimos aos animais, independentemente da espécie, raça, cor ou sexo, partimos do pressuposto que são vidas, sentem dor, medo e tudo mais que podemos sentir.
Nem mesmo a utilização de animais na área médico-científica é justificável, uma vez que já se sabe que a utilização de animais em pesquisas é um retrocesso, um atraso na evolução científica, além de ser um grande desperdício de dinheiro público.
Conforme a Peta Brasil “De acordo com o Dr. Albert Sabin, pesquisas em animais prejudicaram o desenvolvimento da vacina contra o pólio. A primeira vacina contra pólio e contra raiva funcionou bem em animais, mas matou as pessoas que receberam a aplicação. Albert Sabin reconhece que o fato de haver realizado pesquisas em macacos Rhesus atrasou em mais de 10 anos a descoberta da vacina para a pólio.”
“As perigosas drogas Talidomida e DES foram lançadas no mercado depois de serem testadas em animais. Dezenas de milhares de pessoas sofreram com o resultado”
Já existem inúmeras métodos substitutivos eficientes e eficazes que podem e já estão sendo usados nessa área. Isso sem falar dos modernos processos de análise genômica e sistemas biológicos in vitro, que vêm sendo muito bem utilizado por pesquisadores brasileiros. Sem falar que culturas de tecidos, provenientes de biópsia, cordões umbilicais ou placentas descartadas, dispensam o uso de animais. Vacinas também podem ser fabricadas a partir da cultura de células do próprio homem.
Várias diretrizes da União Européia foram firmadas com o propósito de abolir os testes com animais, dentre eles o terrível DL 50. Trata-se, portanto, de uma tendência mundial, em que a preocupação com o bem-estar dos animais de laboratório provoca discussões éticas no meio acadêmico e científico.
A abolição total dos testes em animais depende única e exclusivamente de nós consumidores. Hoje, com as informações disponíveis, podemos escolher entre produtos testados e não testados em animais. Devemos pressionar e exigir o fim da utilização de animais pelas empresas que ainda insistem em utilizar esse método retrógrado, ineficiente e cruel.
Exigimos, portanto dos laboratórios TECAM e BIOGRAM, em respeito aos direitos dos cidadãos de conhecerem a procedência dos produtos que utilizam, desde a matéria prima, fabricação e até testes, resposta ao questionamento que ora fazemos: QUEREMOS SABER SE TESTAM EM ANIMAIS, QUAIS ANIMAIS E SE NÃO O FAZEM AUTORIZEM VISITAS DE ATIVISTAS AOS LABORATÓRIOS.


MARCOS ANTONIO LAGAMBA
Ativista e Ciberativista na Causa Animal



Postado Janeiro 31, 2014
Relatar isso como inapropriado
Clique para Copiar: