Clique em Configurações de Cookies  para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os  'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK
Estudo:<br>O que é ansiedade climática? 

Estudo:
O que é ansiedade climática? 

De que forma ela está ligada à inação dos governos, e o que todos nós podemos fazer a respeito

Compartilhe a sua experiência

Os membros da Avaaz acabam de financiar a maior pesquisa já feita sobre a ansiedade climática em crianças e jovens, que entrevistou 10 mil pessoas em 10 países de todo o mundo. Em todos os países, o resultado mostra que a ansiedade sobre a crise planetária é muito elevada. E não é apenas porque estamos a assistir a desastres climáticos devastadores, mas também porque os governosn não tomam medidas significativas e consistentes para barrar a crise.

Ainda podemos parar a mudança climática descontrolada. Sabemos o que é necessário e o que os governos devem fazer. Mas isso exigirá vontade política e determinação ousadas -- e, lamentavelmente, isso tem faltado. No entanto, as coisas estão em movimento, há uma nova dinâmica, e ainda há imenso espaço para uma esperança enorme e fundamentada.

❯❯ Este estudo é para nos ajudar a todos a compreender o que é a ansiedade climática, como podemos viver com ela, e como esses sentimentos podem inspirar uma esperança fundamental ao lutarmos para proteger o nosso planeta.

Clique abaixo para ler o estudo ou partilhe a sua experiência com a ansiedade climática, clicando no botão rosa.

Saiba mais

Aqui estão alguns achados do estudo: 

  • Quase metade dos jovens entrevistados mundialmente (45%) dizem que a ansiedade climática afeta suas vidas diárias: como jogam, comem, estudam e dormem. 

  • Mais de sete em cada dez (75%) acreditam que “o futuro é assustador” -- subindo para 81% dos jovens em Portugal e 92% nas Filipinas. 

  • 58% disseram que os governos os estavam “a trair e/ou às gerações futuras”, enquanto 64% disseram que os seus governos não estão a fazer o suficiente para evitar uma catástrofe climática. 

  • Quase quatro em cada dez jovens (39%) disseram estar, agora, hesitantes em ter filhos. 


Estes resultados são assustadores, mas os psicólogos dizem que não afeta apenas as crianças. A ansiedade climática é sentida por pessoas de todas as idades, em todo o lado.

As conclusões deste estudo podem também desempenhar um papel fundamental em litígios climáticos liderados por jovens, tais como o processo climático histórico contra 33 governos, que os membros da Avaaz estão ajudando a financiar. E não é só isso: no período que antecede a cúpula das Nações Unidas sobre o clima deste ano, vamos todos para garantir que este estudo aterrisse na mesa de cada tomador de decisão, influenciando negociações críticas e políticas governamentais. A pesquisa já está a fazer grandes ondas nos meios de comunicação, com uma enorme cobertura em alguns dos mais influentes veículos de notícias, ​​e o Secretário Geral da ONU até mencionou as conclusões em seu discurso aos líderes mundiais -- incrível!

Media headlines

O que é a ansiedade climática?

A ansiedade climática é a preocupação, a frustração, a dor e até mesmo a raiva ligada à realidade da crise climática e ao fracasso contínuo dos nossos governos em responder com a urgência que ela exige.

As pessoas sentem-se traídas pelos líderes e assustadas com o futuro. Estes sentimentos são desconfortáveis e difíceis -- mas são uma resposta perfeitamente normal à destruição do mundo natural aliada à inação política.

Não se trata de ‘consertar’ ou ‘resolver’ a nossa ansiedade, mas de aprender a viver com ela. Para cada um de nós, trata-se de reconhecer esses sentimentos e respeitá-los, para que possamos envolver-nos na crise e responsabilizar os nossos líderes, sem cair em desespero ou negação.

Os nossos sentimentos de ansiedade frequentemente têm origem em um amor profundo e genuíno pela natureza e pelo planeta. De que modo poderíamos não nos sentir ansiosos? Os nossos sentimentos não são o problema. O problema é a realidade da crise, combinada com o fracasso político.

O que podemos fazer em relação à ansiedade climática?

Se a ansiedade climática é uma resposta saudável e natural, então como é que convivemos com ela? Aqui estão algumas dicas e ideias da Climate Psychology Alliance que podem ajudar a você e aos seus entes queridos:

  • Lembre-se de que não está sozinho. Há muitas outras pessoas que podem estar tão ansiosas como você -- pode ser apenas que não estejam a falar sobre isso.

  • Crie espaço para falar sobre as alterações climáticas, mas especificamente pelos sentimentos que suscita para si e para os outros. Ouça o que os jovens sentem e leve os seus sentimentos a sério. Explicar-lhes que os seus sentimentos fazem sentido e são um sinal de que eles são pessoas atenciosas. É normal sentir-se triste e frustrado com as coisas como elas estão neste momento. 

  • Saiba que você não tem toda a responsabilidade. Existe uma limite para o que uma pessoa pode fazer, e embora a ação individual TENHA um impacto, esta é uma responsabilidade coletiva. Apoie jovens a tomarem medidas, por menor que o impacto possa parecer. A Avaaz é a prova de que quando um número suficiente de nós se junta, podemos fazer uma grande diferença!

  • Faça seu melhor para cuidar de si física e emocionalmente. Parece óbvio, mas cuidar do básico pode ajudar a aumentar a nossa resiliência e a mantermo-nos ligados à terra.

  • Passar tempo na natureza pode ajudar. Ligue-se à natureza e permita-se desfrutar da sua beleza. O nosso amor pela natureza pode inspirar a nossa luta para proteger o planeta.


Partilhe a sua experiência

Sentir algum grau de ansiedade climática é uma resposta natural e falar sobre ela é útil. Assim, estamos a criar um espaço onde todos podemos partilhar as nossas próprias experiências de como estamos a viver com a ansiedade climática, talvez mesmo quando ela nos inspira à ação. Role a tela para ler o que os outros estão a dizer, e partilhe os seus próprios pensamentos e ideias.

O que os membros da Avaaz estão compartilhando sobre ansiedade climática:

Comentários recentes

Clique para carregar novos comentários
Carregar mais comentários...
Assine a petição:
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

Compartilhe nas redes