Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK

Acabe com o ataque secreto à Amazônia

Ao presidente Duque, ministro do Meio Ambiente Ricardo Lozano, procurador-geral Martínez e Stella Leonor Sanchez Gil do Ministério Público da Colômbia:

Como cidadãos interessados ao redor do mundo, pedimos ação imediata para acabar com a guerra contra a floresta Amazônica colombiana. Recentes evidências mostram que grupos criminosos estão saqueando a floresta de forma alarmante. Nós exigimos o início de uma investigação criminal sobre o desmatamento, a alocação de recursos adicionais para a proteção da mata e a aprovação e aplicação da legislação necessária para proteger os preciosos recursos naturais da Colômbia.

Já participa da Avaaz? Digite seu email e clique "Enviar":
Primeira vez? Por favor preencha o formulário:
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

A Amazônia colombiana se transformou na "terra de ninguém" em destruição ambiental: madeireiros e plantadores ilegais de folha de coca estão invadindo e destruindo tudo o que encontram pela frente!

O governo insiste que o desmatamento não é tão grande assim. Mas fotos de satélite custeadas por membros da Avaaz mostram que a situação é pior do que nunca.

Temos que parar esse ataque secreto à Amazônia!

Com as eleições chegando, este é o momento perfeito para colocar essa investigação como prioridade na agenda dos políticos, e chamar a atenção de toda a imprensa colombiana. Quando tivermos um milhão de assinaturas, a Avaaz vai exigir que os candidatos à presidência assumam o compromisso de proteger a Amazônia e acabar com o desmatamento!

Compartilhe nas redes

Clique para copiar: