Clique em Configurações de Cookies  para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os  'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK
UE: PROTEJA AS PESSOAS ANTES DO LUCRO!
UE: PROTEJA
AS PESSOAS
ANTES DO LUCRO!

Aos líderes europeus:

Nós apoiamos uma nova legislação rigorosa que responsabilize as empresas multinacionais pelos abusos aos direitos humanos e ao meio ambiente que ocorrem em suas cadeias de produção e permita que as vítimas busquem justiça nos tribunais europeus.

A UE está estudando uma lei pioneira que poderia responsabilizar empresas por abusos aos direitos humanos e ao meio ambiente! Vamos aprovar essa lei - junte-se à campanha e assine a consulta oficial com poucos cliques.:
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

Assinaturas recentes

Aos líderes europeus:
"Nós apoiamos uma nova legislação rigorosa que responsabilize as empresas multinacionais pelos abusos aos direitos humanos e ao meio ambiente que ocorrem em suas cadeias de produção e permita que as vítimas busquem justiça nos tribunais europeus."
Eles atiraram 13 vezes em todo o corpo de seu pai e o deixaram para morrer.

O pai de Ramón, que defendia as terras de sua família na floresta tropical colombiana contra as poderosas empresas de óleo de palma, foi assassinado em plena luz do dia. Agora a mãe de Ramón se preocupa com a vida de seu filho.

Ao mesmo tempo, empresas em todo o mundo estão lucrando com o assassinato de defensores do meio ambiente como o pai de Ramón, lucrando centenas de milhões de dólares de óleo de palma que vão parar nas prateleiras de nossos supermercados.

Mas finalmente, uma nova lei pioneira na Europa poderia responsabilizar empresas multinacionais pelos abusos dos direitos humanos e ambientais que ocorrem em suas cadeias de produção e permitir que as vítimas busquem justiça nos tribunais europeus!

A indústria está tentando enfraquecer essa lei, mas a União Europeia quer ouvir a opinião das pessoas de todo o mundo! É a nossa chance - vamos fazer com que essa seja a maior consulta pública já realizada e ajudar a aprovar essa lei histórica! Quando atingirmos 1 milhão, nós entregaremos esse apelo aos tomadores de decisão da UE diretamente, faremos pesquisas de opinião e anúncios de página inteira nos maiores jornais.
Postado:

Compartilhe nas redes

Clique para copiar: