Paquistão: proteja as mulheres contra os "crimes de honra"!

Ao primeiro-ministro paquistanês Nawaz Sharif; à Maryam Nawaz Sharif; ao presidente paquistanês Mamnoon Hussain; e a todos os parlamentares do Paquistão:

Parabenizamos V. Exas pela promessa de tomar medidas contra os crimes de honra. Pedimos às senhoras e senhores que ajam imediatamente para mudar a lei e fechem essa brecha que apenas protege criminosos para garantir que eles sejam levados à Justiça. Também pedimos que V. Exas lancem uma ampla campanha de conscientização para acabar com estes crimes contra mulheres e criem a infraestrutura necessária para permitir que elas busquem proteção.

Já participa da Avaaz? Basta digitar seu email:
Primeira vez? Por favor preencha o formulário:
Avaaz irá proteger sua privacidade e mantê-lo informado sobre campanhas semelhantes.

Saba se casou com o homem que amava. Contrariado, seu pai lhe deu um tiro na cabeça, colocou ela num saco e jogou seu corpo no rio. Ele se safou, pois uma brecha na lei paquistanesa permite aos homens cometerem os chamados "crimes de honra". Incrivelmente, Saba sobreviveu e sua história se tornou um exemplo para acabarmos com essa monstruosidade. Temos três dias para ajudá-la!

A história de Saba virou documentário e foi indicado ao Oscar, conquistando a imprensa. Em resposta, o primeiro-ministro paquistanês Nawaz Sharif prometeu acabar com estes crimes hediondos, e fontes dizem que ele instruiu sua filha Maryam, a nova face de seu partido político, a tomar a frente da mudança da lei.

Só que ativistas locais temem que a lei só será aprovada se a repercussão em torno da indicação do documentário ao Oscar for grande e a pressão popular cresça ainda mais.

Vamos urgentemente juntar um milhão de assinaturas para apoiar a aprovação desta lei antes do Oscar no domingo e garantir que a história de Saba tenha repercussão global. Depois, vamos entregar as assinaturas diretamente ao primeiro-ministro para ajudá-lo a aprovar uma lei realmente forte. Assine e compartilhe com todos, antes que o momento passe.

Compartilhe nas redes

Clique para copiar: