Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK

PRB: tire Eduardo Cunha do poder!

Celso Russomanno, Marcelo Crivella e cúpula do PRB:

Como cidadãos brasileiros e potenciais eleitores nós estamos acompanhando como o Partido Republicano Brasileiro está se posicionando no Conselho de Ética. Esperamos que seu partido, que defende integralmente a cidadania, escute a voz do povo e vote SIM pela cassação de Cunha e pelo fim da corrupção.

Preencha o seu email:
Por favor acione o Javascript para uma performance melhor desta página
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

Assinaturas recentes

Numa nova reviravolta dessa novela brasileira, Eduardo Cunha provavelmente convenceu a liderança do PRB a salvar sua cabeça no Conselho de Ética da Câmara. Mas o voto crucial foi adiado para semana que vem e nós temos um plano para fazer o PRB mudar de lado.

Os rumores de que o PRB teria se vendido para Cunha nos deixaram quase sem esperança por um Brasil livre de corrupção, mas o ato também mostrou as desavenças dentro do próprio partido.

Pessoas-chave do partido, como Celso Russomanno e Marcello Crivella, estão preparando suas campanhas para as prefeituras de São Paulo e Rio de Janeiro, e as chances deles ganharam cairiam drasticamente se eles fossem vistos como apoiadores de Cunha.

O voto acontece na semana que vem. Vamos conseguir milhares de assinaturas antes disso e entregar para sua equipe. Assine a petição ao lado e deixe claro para Russomanno e Crivella que partido que apoia corrupção não ganha eleição. Depois envie para todos que você conhece.
Postado: 10 junho 2016

Compartilhe nas redes

Clique para copiar: