Parem de apoiar os matadores de Mianmar

Para os líderes e Ministros de Relações Exteriores do Reino Unido, Alemanha, Itália, Japão e todos os governos que fornecem apoio militar à Mianmar:

Estamos horrorizados com a repressão brutal contra o povo Rohingya pelas forças armadas de Mianmar. Pedimos uma suspensão imediata do apoio financeiro e do treinamento para os militares e o governo de Mianmar até que a violência contra essa comunidade seja interrompida, os responsáveis levados à justiça e que o governo comece um processo para acabar com o limbo de cidadania e a perseguição religiosa que sofrem essas pessoas.
Por favor acione o Javascript para uma performance melhor desta página
Avaaz.org vai proteger sua privacidade e manter você informado sobre esta e outras campanhas semelhantes.

Para os líderes e Ministros de Relações Exteriores do Reino Unido, Alemanha, Itália, Japão e todos os governos que fornecem apoio militar à Mianmar:
"Estamos horrorizados com a repressão brutal contra o povo Rohingya pelas forças armadas de Mianmar. Pedimos uma suspensão imediata do apoio financeiro e do treinamento para os militares e o governo de Mianmar até que a violência contra essa comunidade seja interrompida, os responsáveis levados à justiça e que o governo comece um processo para acabar com o limbo de cidadania e a perseguição religiosa que sofrem essas pessoas."
Mais informações:

Quase ninguém tinha ouvido falar de Ruanda até que 800 mil pessoas foram mortas. Agora, em Mianmar, a comunidade Rohingya está sendo caçada por grupos de soldados sedentos por sangue.

É doentio. Eles estão decapitando até mesmo as crianças.

Mas veja que loucura: o exército por trás desse massacre é apoiado por países como o Reino Unido, Alemanha e Itália!

Os generais de Mianmar passaram anos construindo essas alianças. Vamos exigir que estes governos retirem seu apoio até que o massacre acabe. Quando nossa pressão for enorme, colocaremos anúncios na imprensa focados em líderes importantes antes de um grande encontro da cúpula de governos que acontecerá daqui a alguns dias!

Compartilhe nas redes

Clique para copiar: