Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK
Confronte a Arábia Saudita!

Aos Membros da ONU:

Como cidadãos de todo o mundo, nós apoiamos o Canadá e convocamos nossos líderes políticos a fazerem mesmo. Pedimos que solicitem publicamente a liberdade dos ativistas de direitos humanos, expulsem imediatamente a Arábia Saudita do Conselho de Direitos Humanos da ONU, e considerem impor sanções caso a situação não melhore.

Preencha o seu email:
Por favor acione o Javascript para uma performance melhor desta página
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

Assinaturas recentes

Aos Membros da ONU:
"Como cidadãos de todo o mundo, nós apoiamos o Canadá e convocamos nossos líderes políticos a fazerem mesmo. Pedimos que solicitem publicamente a liberdade dos ativistas de direitos humanos, expulsem imediatamente a Arábia Saudita do Conselho de Direitos Humanos da ONU, e considerem impor sanções caso a situação não melhore."
Mais informações:

A Arábia Saudita permite que mulheres sejam mortas por apedrejamento, chicoteia ativistas pacíficos e, junto com seus aliados, acaba de bombardear um ônibus escolar cheio de crianças no Iêmen.

O Canadá repreendeu os sauditas por conta das recentes prisões de ativistas mulheres -- a resposta? Uma enxurrada de sanções! Esse é um exemplo típico de como agem: eles querem mostrar ao mundo "o que é bom para tosse" quando são contrariados.

Tudo tem limite -- vamos pressionar nossos governos para que apoiem o Canadá e publicamente peçam a liberdade dessas ativistas, expulsem a Arábia Saudita do Conselho de Direitos Humanos da ONU, e imponham sanções caso os abusos continuem -- assine agora!
Postado: 9 agosto  2018

Compartilhe nas redes

Clique para copiar: