Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK

Um enorme raio luminoso de esperança para o clima

Para a Comissário de Comércio da UE e Comissão de Comércio Internacional dos EUA:

Enquanto cidadãos preocupados, exigimos que sejam conduzidas negociações urgentes com a China e que se desenvolvam políticas de apoio a empregos e inovação a fim de acelerar a revolução da energia limpa. Tarifas, protecionismo e guerra comercial elevariam o preço da energia solar e causaria um desastre tanto para essa indústria nascente quanto para o clima. Há uma séria conjuntura sendo estabelecida neste momento para a energia limpa e empregos em uma economia global verde. Exigimos que os senhores pensem no futuro -- ele está nas suas mãos.

Preencha o seu email:
Adicione seu número de telefone se você gostaria de ser contatado via SMS ou ligação.
Por favor acione o Javascript para uma performance melhor desta página
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

Assinaturas recentes

As mudanças climáticas estão acelerando, mas há um luminoso raio de esperança: a energia limpa está bombando, produzindo quase 20% da eletricidade mundial! Inacreditavelmente, os EUA e a União Europeia estão ameaçando sufocar esse avanço -- mas juntos podemos impedí-los.

Na última década, o governo chinês investiu bilhões em energia solar, fazendo o preço dos painéis despencar e fazendo a tecnologia limpa e verde ser quase tão barata quanto os combustíveis fósseis sujos. Mas os EUA e a União Europeia, que dão bilhões em subsídios dos contribuintes para energia fóssil, estão prestes a provocar uma nova alta dos preços ao impor tarifas à China, e agora a China ameaça retaliar. Uma guerra aberta comercial está sendo gestada que poderia matar a imprescindível revolução da energia verde.

Os EUA e a União Europeia irão tomar uma decisão agora. A maior parte da indústria de energia solar é contra as tarifas, e é neste momento que um apoio gigante do público pode fazer a diferença. Assine essa urgente petição para salvar a energia solar – se chegarmos a 500.000 assinaturas, a Avaaz fará um pedido formal na Comissão de Comércio Internacional dos EUA e junto ao Comissário Europeu do Comércio para pedir negociações, não tarifas.
Postado: 4 setembro 2012

Compartilhe nas redes

Clique para copiar: