Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK

Facebook: Corrija as Fake News!

Ao Facebook, Twitter e todas as plataformas de tecnologia:

Como cidadãos de todas as partes do mundo, solicitamos urgentemente que vocês "Corrijam as notícias falsas" e trabalhem com verificadores de fatos independentes para mostrar correções efetivas para cada uma das pessoas que viram um conteúdo falso ou enganoso e verificável. Essa é a melhor coisa que vocês podem fazer para restaurar a confiança do público e proteger a democracia e a liberdade de expressão.

Preencha o seu email:
Por favor acione o Javascript para uma performance melhor desta página
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

Assinaturas recentes

Essa foto chocante de uma mulher sangrando, espancada pela polícia em um protesto, viralizou nas redes sociais da França.

É o tipo de coisa que nos faria lançar uma campanha urgente. Mas tem um probleminha -- essa foto não tem nada a ver com a França. Ela foi tirada em Madri, anos atrás. É fake. Falso. Uma mentira.

E é perigosa.

Uma desinformação como essa pode causar protestos violentos, destruir a confiança na democracia e nos fazer odiar, e até matar, uns aos outros. Mas há uma solução simples para essa ameaça: mostrar correções das fake news perigosas para TODO MUNDO que viu a notícia falsa!

A Avaaz apresentou essa solução para políticos importantes do mundo todo e muitos amaram a ideia. A reputação do Facebook está fragilizada e, a equipe da Avaaz está discutindo essa idéia com altos executivos da empresa -- vamos juntar gente do mundo todo para apoiar essa causa, até que eles comecem a corrigir o erro das fake news!
Postado: 25 Fevereiro 2019