Clique em Configurações de Cookies para usar este recurso.
Em seguida, clique em 'Permitir Todos' ou ative apenas os 'Cookies Publicitários'
Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies .
OK

Israel/Palestina -- Parem o massacre de crianças agora

Ao presidente dos EUA, Biden, ao emir do Catar, Tamim Bin Hamad, ao presidente da Turquia, Erdogan, ao chanceler alemão, Scholz, e a todos os líderes mundiais:

Essa guerra contra as crianças é uma mancha na consciência do mundo. Exigimos que V. Exas. usem sua influência para chegar a um acordo que acabe com os bombardeios israelenses em áreas com crianças, garanta que o Hamas devolva as crianças e famílias israelenses que fez de reféns e assegure a libertação das crianças palestinas mantidas em prisões militares israelenses. V. Exas. têm o poder de proteger essas crianças e acabar com essa guerra. Tomem uma atitude agora, antes que seja tarde demais.

Preencha seu e-mail:
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

Assinaturas recentes

Israel/Palestina -- Parem o massacre de crianças agora

Milhares de pessoas em Gaza estão em estado de choque, procurando seus entes queridos no meio de escombros, recuperando pequenos corpos sem vida. O choro das famílias em Israel, ecoando após os horrores cometidos pelo Hamas, é igualmente assustador.

E ainda vai piorar. Milhares de crianças em Gaza têm apenas algumas horas para deixar suas casas… ou morrerão.

Para acabar com essa crueldade contra crianças, é preciso de um acordo em que o Hamas liberte as famílias mantidas como reféns e, em paralelo, que Israel liberte as crianças palestinas e acabe imediatamente com todos os ataques militares a escolas e áreas com crianças.

É aí que nosso movimento pode ajudar. Vamos fazer um protesto global como nunca visto antes para exigir que os principais líderes dos EUA, Catar, Turquia e Alemanha usem sua influência com Israel e com o Hamas para salvar as crianças nos dois lados.
Postado:

Compartilhe nas redes