Ao continuar você está aceitando a Política de Privacidade da Avaaz, que explica como seus dados podem ser usados e como serão protegidos.
Entendi
Nós utilizamos os cookies para analisar como visitantes usam o site e para nos ajudar a fornecer para você a melhor experiência possível. Leia nossa Política de Cookies.
OK

Sudão: agora chega!

Aos países-membros do Conselho de Segurança da ONU:

Pedimos que sejam tomadas medidas decisivas para dar fim à brutal limpeza étnica que está acontecendo no Sudão. Isso inclui todos os esforços possíveis para prender o presidente al-Bashir e outros indivíduos denunciados pelo Tribunal Penal Internacional, a imposição de pesadas sanções contra os responsáveis pelos assassinatos em massa e o cumprimento de sua responsabilidade de proteger o povo do Sudão. O mundo passou tempo demais observando al-Bashir cometer graves crimes contra a humanidade e oferecendo apenas palavras de reprovação. Chegou a hora de agir concretamente.

Preencha o seu email:
Adicione seu número de telefone se você gostaria de ser contatado via SMS ou ligação.
Por favor acione o Javascript para uma performance melhor desta página
Ao juntar-se a esta campanha você concorda em receber emails da Avaaz. Nossa Política de Privacidade protegerá seus dados - no link explicamos como eles serão usados. Você pode se descadastrar a qualquer momento.

Assinaturas recentes

O presidente do Sudão, al-Bashir, é um dos piores assassinos em massa do mundo. Denunciado pelo Tribunal Penal Internacional por genocídio, durante 20 anos ele tem massacrado repetidamente comunidades inteiras que enfrentaram seu governo. E ele está fazendo isso de novo, mas nós podemos impedi-lo de uma vez por todas.

Neste exato momento, al-Bashir está bombardeando mulheres e crianças nas montanhas Nuba, enquanto seus soldados vão de porta em porta cortando as gargantas de famílias inteiras. Durante décadas, as lideranças mundiais têm vergonhosamente permitido a revoltante brutalidade de al-Bashir em troca da manutenção de seu acesso às grandes reservas de petróleo controladas pelo governo sudanês. Porém, nesta semana as coisas estão mudando: o Sudão está se dividindo em dois, a inflação e os preços de alimentos estão disparando e Bashir nunca teve tão pouco controle do poder como agora.

Vamos enviar uma avassaladora mensagem a nossas lideranças dizendo que agora já chega e exigindo que elas deem fim imediato à escandalosa falta de ação, prendendo esse monstro, impondo pesadas sanções a seus cúmplices e comprometendo-se a proteger o Sudão de um genocídio. Clique no link abaixo para assinar a petição e divulgar esta campanha. A petição será entregue aos membros do Conselho de Segurança da ONU quando conseguirmos 300.000 assinaturas.
Postado: 5 julho 2011

Compartilhe nas redes

Clique para copiar: